PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Viagens

CVC completa quase uma semana sem sistemas após ataque hacker

Um dos maiores grupos de viagens da América Latina ainda trabalha para restabelecer sua operação digital após incidente no último sábado

Marcelo Kopel , CFO e diretor de relações com investidores da CVC, diz que empresa vai manter o mercado informado sobre desdobramentos do incidente cibernético
07 de Outubro, 2021 | 10:12 am
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — A operadora e agência de viagens CVC ainda não se recuperou do ataque hacker sofrido no último sábado (2). A companhia informou, nesta quinta-feira (7), que “alguns de seus sistemas permanecem interrompidos, afetando adversamente as suas operações”. As ações da empresa acumulam queda de 7,14% em 7 dias.

PUBLICIDADE

Veja mais: CVC troca CFO e compra VHC Hospitality

Em comunicado, a CVC diz que tem “atuado de forma diligente para mitigar os efeitos causados” pelo ataque de ransoware sofrido em seu ambiente de tecnologia. Esse trabalho é realizado, segundo ela, com seus assessores especializados em tecnologia e em segurança da informação.

PUBLICIDADE

A companhia afirma ainda estar “empenhada em apurar a extensão do incidente, limitar os danos causados e restabelecer o pleno funcionamento do ambiente de tecnologia”, mas reconheceu que “ainda restam importantes etapas para a retomada da operação”.

Veja mais: CVC vê 2º semestre ‘forte’ com retomada de pacotes de turismo

O incidente de cibersegurança atinge a empresa em um momento decisivo para o setor de turismo, que expressa otimismo com o movimento de retomada das vendas de pacotes para o fim do ano, com o retorno dos voos internacionais após o fim das restrições impostas pela pandemia da Covid-19.

A CVC, um dos maiores grupos de viagens da América Latina, iniciou o segundo semestre prevendo um período “forte” e “consistente” de aumento das vendas, com cerca de 1.200 lojas funcionando, depois de registrar um prejuízo de R$ 171 milhões no segundo trimestre deste ano.

A companhia tinha feito uma previsão otimista para o resultado do terceiro trimestre, após a redução dos pagamentos de reembolsos com a maior oferta de pacotes. “Este vai ser o melhor trimestre da pandemia”, disse o CEO da companhia, Leonel Andrade, em teleconferência para comentar o balanço no dia 16 de agosto.

PUBLICIDADE



Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.