Mercados

Ibovespa sobe e dólar cai com redução dos atritos em Brasília

Política local continua sendo principal driver entre investidores apesar de agenda fraca de eventos e indicadores econômicos

Redução de tensões em Brasília favoreceu mercados locais
13 de Setembro, 2021 | 05:51 pm
Tempo de leitura: <1 minuto

São Paulo — A bolsa brasileira encerrou o primeiro pregão da semana em alta e o dólar caiu, em um dia de calmaria na cena local, com o alívio das tensões políticas, e agenda fraca de eventos e indicadores econômicos.

  • O Ibovespa passou a maior parte do dia na casa dos 116.000 pontos, chegando a bater os 117.000 na máxima, com a diminuição dos ruídos entre os poderes, além da baixa adesão das manifestações contra o governo realizadas no fim de semana. A alta no petróleo no exterior fortaleceu os papéis da Petrobras, que empurraram o índice para patamares maiores.
  • O dólar também seguiu a bonança local, tendo um dos melhores desempenhos entre as cestas de moedas emergentes, segundo dados compilados pela Bloomberg, com o clima político ameno, assim como as taxas dos juros futuros, que fecharam em queda nas pontas curtas, após elevação das projeções para IPCA e Selic para 2021 na pesquisa Focus.

As negociações políticas em torno de reformas, além da relação do presidente Jair Bolsonaro com o poder Judiciário, após a distensão com a carta de esclarecimento da última semana, seguem no radar. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na sexta que o governo deve retomar as negociações dos precatórios nesta semana.

No final do dia, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos reduziu em um degrau a restrição de viagens para o Brasil por conta da Covid-19, à medida que a pandemia diminui na maior economia da América Latina. A decisão fez com que papéis de aéreas do Ibovespa registrassem ganhos.

  • Câmbio: Perto do fechamento, o dólar operava em queda de 0,49%, a R$ 5,21
  • Bolsa: O Ibovespa fechou em alta de 1,85%, a 116.403 pontos
    • Lideraram os ganhos em pontos Petrobras (PETR4 e PETR3), B3 (B3SA3) e Bradesco (BBDC4). As ações da Marfrig (MRFG3), Suzano (SUZB3) e Vale (VALE3) foram destaques negativos
  • Juros: A taxa para janeiro de 2022 subiu 1 ponto, a 7,295%, enquanto a para janeiro de 2023 caiu 0,5 ponto, a 9,155%
  • Exterior: Em Nova York, o Dow Jones fechou em alta de 0,76% e o S&P 500 de 0,23%, enquanto o Nasdaq teve queda de 0,07%
  • Bitcoin: Perto das 18h, a criptomoeda operava em queda de 2,33%, a US$ 44.836

Leia também

PUBLICIDADE

Whirlpool eleva bônus de vacinação nos EUA para US$ 1.000

Commodities retomam rali e pressionam bancos centrais

Circulação mostra sinais de recuperação em agosto e ajuda varejo, diz Goldman Sachs

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.

PUBLICIDADE