PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Com ação na cotação mínima de 12 meses, abaixo de R$ 19, Magalu anuncia novo programa de recompra

Conselho de administração da Magalu aprova a aquisição de até 40 milhões de papéis no prazo de 18 meses

Ação da Magalu vale hoje menos de R$ 19, após ter registrado máxima histórica acima de R$ 28 no ano passado
27 de Agosto, 2021 | 12:55 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

São Paulo — A varejista Magazine Luiza vai aproveitar o período de baixa de suas ações para lançar um novo programa de recompra, com o objetivo de maximizar a geração de valor para os acionistas. O papel (MGLU3) cravou, nesta semana, a cotação mínima de R$ 18,07, menor valor em 12 meses, bem distante de sua máxima histórica (R$ 28,27), alcançada em 5 de novembro do ano passado.

Veja mais: Em queda na B3, construtoras e incorporadoras apostam em programas de recompra de ações

PUBLICIDADE

O conselho de administração da Magalu aprovou, ontem, um programa de recompra de até 40 milhões de ações, que podem ser adquiridas pela companhia até o dia 25 de fevereiro de 2023, ou seja, um prazo de 18 meses.

O dinheiro para a aquisição virá das reservas de lucro ou capital, do resultado do exercício social em andamento ou da geração de caixa da companhia. As corretoras do Itaú, do BTG Pactual e do Credit Suisse serão as intermediárias das transações em nome da Magalu.

Veja mais: Luiza Trajano: “Dizem que sou de direita quando defendo privatizar Correios; e de esquerda quando defendo Bolsa Família”

PUBLICIDADE

A quantidade de papéis que podem ser adquiridos representam 0,60% das ações totais emitidas pela Magalu e 1,41% das ações em circulação da companhia.

Em fato relevante, a Magalu informou ainda que encerrou o programa de recompra criado em 26 de agosto do ano passado, após adquirir 40 milhões de papéis. O preço médio das ações adquiridas foi de R$ 22,27.

Correção negativa

A Magalu poderá utilizar as ações adquiridas para “permanência em tesouraria e posterior venda e/ou cancelamento e/ou fazer frente às obrigações da companhia decorrentes do plano de opções de ações e do plano de remuneração baseado em ações, dirigidos a seus executivos e colaboradores e/ou para entrega em pagamento pela aquisição de participação societária em outras sociedades realizadas ou a serem realizadas pela companhia ou por suas controladas”.

Por volta do meio-dia, MGLU3 subia 0,64%, cotada a R$ 18,92. O papel sofre, neste ano, a correção negativa de preços das ações de companhias de e-commerce, após uma forte valorização no primeiro ano da pandemia da Covid-19.

O movimento de ciclo de altas dos juros básicos da economia diante de pressões inflacionárias tende a elevar os custos de financiamento de vendas a prazo e, por consequência, o consumo das famílias, limitando as receitas do setor de varejo, sensível à evolução de indicadores como poder de compra, renda e emprego.

PUBLICIDADE

Leia também

Fed pode iniciar redução de recompra de ativos ainda este ano, diz Powell

Banco Inter fecha acordo de compra da fintech USEND para ingressar no mercado dos EUA

CEO da Apple receberá parcela final de pagamento avaliada em US$ 750 mi

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE