PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Com ação 63% abaixo do IPO, OceanPact contrata bancos para levantar R$ 420 mi no mercado de renda fixa

Prestadora fluminense de serviços maríticos sofre redução do valor de mercado após surpreender analistas com acordo trabalhista de pagamento de reajustes salariais acumulados desde 2016

OceanPact estuda dar como garantia para captação no mercado de renda fixa bens e/ou ativos de sua propriedade
23 de Agosto, 2021 | 09:22 am
Tempo de leitura: 2 minutos

São Paulo — A OceanPact, prestadora fluminense de serviços marítimos, busca captar R$ 420 milhões no mercado local de renda fixa para o pré-pagamento de dívida e compra de embarcação e robôs submarinos.

A companhia já contratou os bancos para a coordenar a potencial operação. O Itaú BBA será o coordenador líder, além de Itaú BBA, Bradesco BBI, ABC e Banco Votorantim.

PUBLICIDADE

Veja mais: Bradesco reduz recomendação e preço-alvo para ação da OceanPact

A empresa estuda dar bens e/ou ativos como garantia para a potencial captação. A definição será feita em comum acordo com os bancos coordenadores da operação.

A decisão de lançar a oferta de captação depende ainda da análise das condições do mercado de capitais, das aprovações societárias necessárias da companhia e da celebração de contratos definitivos e da conclusão satisfatória dos procedimentos usuais em operações análogas, informa a OceanPact, em comunicado.

PUBLICIDADE

Veja mais: Sete de doze ações de ‘tech’ valem menos que no IPO

Desvalorização de 63%

A ação da OceanPact, identificada pelo ticker OPCT3, começou a ser negociada na B3 no último dia 12 de fevereiro. O papel foi precificado na oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) por R$ 11,15, piso da faixa estipulada pelos coordenadores da operação (que chegava a R$ 13,85).

Na sexta-feira passada, OPCT3 fechou a R$ 4,10, ou seja, um valor 63,2% menor do que o preço do IPO. Só neste mês de agosto, já acumula desvalorização de 44,29%.

No começo do mês, o Bradesco BBI reduziu sua recomendação para o papel, citando “maior percepção de risco de governança”, fixando o preço-alvo para R$ 5,50.

Reajustes salariais

PUBLICIDADE

O motivo citado foi a notícia do fechamento de um acordo coletivo de trabalho entre a companhia com o Sindicato Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante (Sindmar) abrangendo os oficiais e eletricistas que trabalham em suas embarcações.

O acordo confere aos trabalhadores um reajuste anual correspondente a 36,28% entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2021.

Uma nota do Bradesco BBI citava que “os pares da OceanPact de forma conservadora decidiram registrar provisões para o assunto (desde 2016), em nossa opinião, uma ‘melhor prática’ para informar/evitar surpresas negativas para os acionistas”.

PUBLICIDADE

Leia também

BMG busca captar até R$ 300 mi com 1ª emissão de Letras Financeiras

Confira 10 IPOs para ficar de olho até o fim do ano na B3

Petrobras recebe sinal verde para maior plataforma de petróleo do Brasil


Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE