Uber aposta em serviço de ‘shuttle’ para aeroportos, shows e jogos nos EUA

Novo serviço anunciado nesta quarta em evento anual de produtos prevê descontos para reservas antecipadas, em nova medida para manter ritmo de crescimento de dois dígitos

Los conductores de Uber ganan el recurso ante el Tribunal Supremo para ser considerados trabajadores
Por Natalie Lung
16 de Maio, 2024 | 05:15 AM

Bloomberg — A Uber Technologies decidiu lançar serviços de ônibus shuttle para levar e trazer passageiros de aeroportos, locais de shows e eventos esportivos, em sua mais nova aposta no mercado de mobilidade urbana.

A empresa também anunciou que a Costco Wholesale, uma gigante do varejo americano, vai se juntar como parceira de supermercado em sua plataforma de entrega, a Uber Eats.

O serviço de shuttle da Uber e o acordo com a Costco foram algumas das novas ofertas que a empresa anunciou em seu evento anual de produtos em Nova York nesta quarta-feira (15), incluindo a capacidade de agendar caronas compartilhadas de baixo custo com antecedência e um desconto de 50% para estudantes universitários no programa de assinatura do Uber One.

Não houve anúncio específico sobre se as novas ofertas serão estendidas para outros mercados, como o brasileiro, que é um dos principais no segmento de transporte para a companhia.

PUBLICIDADE

Leia mais: Rival do GetNinjas? Uber desenvolve código para oferecer serviços domésticos

O serviço de entrega no mesmo dia da Costco estava disponível apenas por meio da concorrente Instacart. O anúncio fez as ações do Instacart caírem até 7% nesta quarta-feira (15), para fechar em queda de 4,23%. A ação da Uber ganhou 2,01% no pregão.

Para seu serviço de shuttle, a Uber (UBER) trabalhará com fornecedores de frotas locais, que empregam motoristas com licença comercial, e facilitará as reservas por uma fração do preço de seu serviço usual de transporte UberX, disse a empresa.

PUBLICIDADE

A empresa de tecnologia também fornecerá o serviço de shuttle em certos locais de shows da Live Nation Entertainment nos EUA neste verão no hemisfério norte e no Hard Rock Stadium de Miami, onde Taylor Swift se apresentará ainda neste ano como parte de sua turnê blockbuster Eras Tour.

A capacidade dos veículos no mercado americano variará de 14 a 55 assentos e os clientes poderão reservar e pagar por suas viagens com até sete dias de antecedência, sem risco de preços dinâmicos, acrescentou a empresa.

Anteriormente, a Uber só oferecia esses serviços de rota fixa no Egito e na Índia, ou para deslocamentos corporativos pagos por empregadores nos Estados Unidos, no Brasil e no México, de acordo com seus relatórios de governança ambiental social.

Leia mais: Na corrida pelo super app, esta empresa avança de olho em mercado de R$ 35 bi

Investidores da empresa estão cada vez mais focados em saber se ela pode sustentar um crescimento de dois dígitos com novas ofertas, já que o avanço de suas reservas brutas totais têm moderado.

Os membros da Costco serão elegíveis para tarifas com desconto na Uber Eats e também terão 20% de desconto em uma assinatura anual do Uber One, uma espécie de programa de relacionamento da plataforma que inclui o pedido de carros. No Brasil, a assinatura mensal sai por R$ 19,90, e a anual, por R$ 198.

Consumidores que não são membros da Costco também podem fazer compras na Costco pelo Uber Eats, mas os itens terão preços um pouco mais altos.

PUBLICIDADE

Esse é um acordo semelhante ao que a Costco atualmente oferece para seus membros pagos no Instacart — exceto que o valor mínimo do pedido para entrega gratuita de restaurantes seria maior do que no Uber Eats.

Os membros do Uber One também desfrutam de outras vantagens relacionadas ao app de transporte e mais opções de restaurantes, enquanto o Instacart oferece mais opções de redes de supermercados.

Ofertas de menor preço, como o serviço de shuttle, poderiam ajudar a controlar os custos e aumentar o engajamento dos clientes. No Egito, onde a Uber estreou seu serviço de shuttle em 2018, a empresa viu os clientes fazendo o dobro de viagens mensais no Uber Shuttle em comparação com o UberX.

Os anúncios de novos serviços da Uber podem “ajudar a acelerar o crescimento de usuários ativos mensais” e “serem promissores para aumentar a frequência das viagens”, escreveram os analistas da Bloomberg Intelligence após o anúncio.

PUBLICIDADE

De acordo com um estudo semestral sobre a economia gig dos EUA realizado pela TransUnion, divulgado na terça-feira (14), os clientes da geração Y e da geração Z eram muito mais propensos do que as mais velhas a usar serviços de transporte por app e entrega de alimentos uma ou várias vezes por semana. Cerca de um terço de ambos os grupos etários relataram que gastam entre US$ 250 e US$ 750 por mês em serviços da chamada gig economy, ou economia de freelancers, como iFood e Rappi no Brasil.

Todos os grupos geracionais no mercado americano relataram usar serviços de entrega de supermercado com mais frequência do que outros serviços da gig economy, como transporte.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE

Uber decepciona Wall St com receita abaixo do esperado na América Latina

Dotz entra em nova fase na disputa para engajar o cliente e promove sucessão do CEO