AWS, divisão de nuvem da Amazon, corta empregos para simplificar a estrutura

Áreas afetadas incluem vendas, marketing e tecnologia destinada a lojas físicas; empresa diz que tentará realocar os funcionários afetados

Demissão em massa foi motivada por desaceleração das vendas da Amazon Web Services (Foto: Brent Lewin/Bloomberg)
Por Matt Day
03 de Abril, 2024 | 05:38 PM

Bloomberg — A divisão de nuvem da Amazon (AMZN) anunciou o corte de centenas de empregos que afetarão os funcionários de vendas e marketing e a equipe que desenvolve tecnologia para lojas físicas.

“Identificamos algumas áreas específicas da organização que precisamos simplificar para continuar a concentrar nossos esforços nas principais áreas estratégicas que acreditamos que produzirão o máximo impacto”, disse um porta-voz da Amazon Web Services (AWS) em um comunicado na quarta-feira (3). A Amazon tentará encontrar novas funções para os funcionários afetados, disse ele.

O crescimento das vendas da AWS, a maior vendedora de poder de computação alugado e armazenamento de dados, chegou a uma baixa recorde em 2023, pois os clientes corporativos cortaram gastos e adiaram projetos de modernização de tecnologia.

Leia mais: Por que demissões em massa causam mais prejuízos do que ganhos às empresas

PUBLICIDADE

O layoff foi anunciado cerca de um ano depois que a AWS realizou sua maior rodada de demissões de todos os tempos, parte de uma iniciativa de corte de custos que fez com que a Amazon encerrasse 27.000 cargos após um boom de contratações durante a pandemia.

As demissões continuaram após esses layoffs, e nos últimos meses recaíram sobre as equipes por trás da assistente Alexa, do Prime Video, do Amazon Music e das iniciativas de assistência médica. A Twitch, subsidiária de streaming da empresa, também eliminou vagas.

Os cortes na equipe de tecnologia de lojas da Amazon ocorreram na mesma semana em que a empresa confirmou que removeria o sistema de compras sem caixa Just Walk Out dos supermercados Amazon Fresh nos Estados Unidos, substituindo-o por um carrinho de supermercado automatizado.

PUBLICIDADE

O GeekWire havia relatado o layoff mais recente da AWS anteriormente.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Na RD Saúde, o plano é mostrar que a jornada do cliente vai muito além da farmácia