Ibovespa recua com Vale e cena externa, em semana agitada para os mercados

Dados de inflação e última decisão de política monetária do ano no Brasil e nos EUA devem movimentar os mercados nos próximos dias; dólar sobe

En la Bolsa de Nueva York, los operadores hacen una pausa tras la gran subida de noviembre
11 de Dezembro, 2023 | 11:07 AM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) inicia a semana no campo negativo nesta segunda-feira (11), em uma sessão de cautela global à espera de dados de inflação e decisões de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos.

Por volta das 11h (horário de Brasília), o principal índice da bolsa de valores brasileira caía 0,04% aos 127.048 pontos. O dia era de queda também para as ações da Vale (VALE3). O dólar, por sua vez, era negociado a R$ 4,95, com alta de 0,42% no mesmo horário.

O Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne nesta semana para decidir o rumo da Selic. A expectativa é de corte de 0,50 ponto percentual nos juros e indicação de novas reduções de mesma magnitude no futuro.

No início do mês, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que não vê mudanças fundamentais nas condições econômicas encontradas pelas autoridades monetárias.

PUBLICIDADE

Já nos EUA, os investidores estarão em busca de sinais sobre o início do corte de juros, uma vez que traders têm continuamente antecipado as probabilidades de um ciclo de flexibilização.

Na agenda do dia, o relatório Focus, do BC, revisou para cima suas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB). Agora, os economistas veem expansão de 2,92% da economia este ano e de 1,51% em 2024, ante projeções de crescimento de 2,84% e de 1,50%, respectivamente.

Para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), as estimativas foram reduzidas de 4,54% para 4,51% este ano, mas subiram de 3,92% para alta de 3,93% em 2024.

PUBLICIDADE

Destaque ainda para a participação do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em evento nesta segunda. Para o restante da semana, as atenções recaem na terça-feira (12) sobre os dados do IPCA, no Brasil, e do CPI, nos EUA, bem como para a “Super Quarta”, com as reuniões de Copom e Fomc. Na quinta-feira (14), o dia fica para a Europa, com as decisões do Banco Central Europeu (BCE) e do Reino Unido (BoE).

As ações mais negociadas nesta manhã eram:

Desempenho

No pregão da última sexta-feira (8), o Ibovespa fechou no azul, com alta de 0,86%, aos 127.094 pontos. O volume das negociações ficou em R$ 1.074.525.300.

As ações com as maiores altas foram: Pão de Açúcar (PCAR3), com +6,13%; PetroRio (PRIO3), com +5,02%; Arezzo (ARZZ3), com +3,63%.

As de maior queda foram: Casas Bahia (BHIA3), com -3,77%; IRB-Brasil (IRBR3), com -4,04%; Azul (AZUL4), com -4,33%.

No ano, o Ibovespa acumulava alta de 15,82% até o pregão anterior.

-- Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg.

PUBLICIDADE

Leia também:

Quais as próximas ambições de Fernando Simões na Simpar, que controla JSL e Movida

Milei reforça ‘choque na economia’ e ajuste do estado ao tomar posse na Argentina

Mariana d'Ávila

Editora assistente na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.