O papel do Big Data na infraestrutura para carros elétricos, segundo especialistas

Em painel no SXSW, epecialistas destacam a importância do compartilhamento de dados para impulsionar a eletrificação e superar desafios na expansão da rede de carregadores elétricos nos EUA

Estação de recarga para carros elétricos
12 de Março, 2024 | 11:11 PM

Bloomberg Línea — Em um painel realizado no South by Southwest (SXSW) em Austin, no Texas, especialistas em energia e tecnologia discutiram a revolução elétrica em curso nos Estados Unidos. Com bilhões de dólares investidos pelos governos estaduais e federal, juntamente com a indústria, a expansão da infraestrutura de carregamento para veículos elétricos é uma prioridade. O destaque do debate foi o papel do Big Data no planejamento estratégico.

Rachael Nealer, diretora adjunta do Joint Office of Energy and Transportation do governo dos Estados Unidos, e Ann Xu, cofundadora e CEO da Electrotempo, concordaram que o sucesso dos veículos elétricos depende da utilização inteligente do Big Data.

Nealer enfatizou a necessidade de melhorias na infraestrutura de carregamento, destacando desafios na atualização da rede de distribuição.

Painel SXSWdfd

Ambas as especialistas propuseram a antecipação das demandas, enfatizando a colaboração entre concessionárias e órgãos estaduais de energia. Nealer, que coordena a expertise entre o Departamento de Energia e o Departamento de Transporte dos EUA, destacou a importância de transformar dados em ferramentas de planejamento eficazes.

PUBLICIDADE

Ann Xu, CEO da Electrotempo, enfatizou a necessidade de compartilhar dados da infraestrutura elétrica, apesar das regulamentações restritivas. Ela apontou para soluções inovadoras, incluindo o uso de tecnologias de software para integrar dados de forma eficiente.

Segundo as especialistas, o Big Data é fundamental para enfrentar os desafios da eletrificação total, especialmente na instalação de uma rede nacional de carregadores de veículos elétricos.

A colaboração entre governos, empresas e comunidades foi destacada como a chave para o sucesso dessa transformação, tornando a infraestrutura de carregamento uma realidade acessível e eficiente em todo o país.

PUBLICIDADE

“Precisamos de muito mais carregadores do que US$ 7,5 milhões que gastamos para sustentar os milhões de veículos elétricos. Então, é importante a análise e pessoas realmente inteligentes pegando esses dados e transformando-os em ferramentas de planejamento e ferramentas de comunicação”, disse Nealer.

A ElectroTempo, de Ann Xu, é uma spin-off do Texas A&M Transportation Institute (TTI), em que Xu anteriormente liderou o desenvolvimento do simulador de demanda de carregamento de veículos elétricos da ElectroTempo, uma inovação selecionada como a plataforma analítica designada para a Estratégia de Infraestrutura Regional para Eletrificação de Houston, no Texas.

Para Xu, colaboração é a palavra-chave, como “todas as maneiras como as concessionárias operam, fornecendo dados muito bons sobre a demanda potencial”.

“Estamos trabalhando nos Estados Unidos porque não queremos que não haja posto de recarga de veículos elétricos caso alguém precise. Estamos trabalhando para garantir que criaremos uma solução realmente colaborativa, talvez possa ser algo como armazenamento de bateria no local”, afirmou Nealer.

Leia também:

Como esta empresa pretende levar hologramas para hotéis, hospitais e universidades

Isabela  Fleischmann

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups