PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ibovespa afunda com Wall Street e dólar dispara com temores de inflação

After Hours: Moeda americana voltou a ser negociada acima dos R$ 5 em sessão de forte aversão ao risco, após alta de juros aqui e nos EUA

After hours
05 de Maio, 2022 | 05:30 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — Em um dia de forte aversão ao risco, com os investidores migrando para ativos considerados “porto seguro” após as decisões de elevar os juros no Brasil e nos Estados Unidos na véspera (4), as bolsas globais derreteram nesta quinta-feira (5).

PUBLICIDADE

Nos Estados Unidos, o Nasdaq caiu cerca de 5%, puxada pela forte queda das ações ligadas à tecnologia, mais sensíveis ao aumento dos juros. No Brasil, o Ibovespa (IBOV) afundou 2,8%, encerrando o pregão aos 105.304 pontos – o menor patamar para o índice desde janeiro.

Por aqui, os contratos de juros futuros dispararam, puxados pela forte valorização do dólar nesta quinta, que voltou a ser negociado acima de R$ 5.

PUBLICIDADE

“Mercado está em risk-off day e a Bolsa aqui está refletindo a queda lá de fora, com as empresas de tecnologia nos EUA caindo bem e emergentes sofrendo. Isso porque, em dia que investidores não aceitam tomar risco, eles fogem para mercados considerados mais seguros. O movimento também está ligado ao discurso mais rígido do banco inglês pela manhã, e às recompras do Fed anunciadas após a alta de juros ontem”, avalia Pedro Serra, chefe de pesquisas da Ativa Investimentos.

Serra explica que no Brasil, o cenário é de desvalorização da moeda e reversão do fluxo estrangeiro, o que aprofunda as quedas. “No curto prazo, a Bolsa deve permanecer volátil, sem nenhum motor para alta relevante. Os valuations aqui estão muito descontados e, como o valor de mercado da Bolsa está baixo, a entrada e saída de recursos estrangeiros causa ainda mais volatilidade”, completa.

Em um dia de ganhos limitados no Ibovespa, as maiores baixas partiram das ações ligadas à tecnologia e varejistas, como Totvs (TOTS3), que caiu 11,12%, a R$ 28,60, Magazine Luiza (MGLU3), que afundou 10,71%, a R$ 4,42, Banco Inter (BIDI11), com baixa de 9,36%, a R$ 14,14, e Cielo (CIEL3), que caiu 8,77%, a R$ 3,12.

Confira como fecharam os mercados nesta quinta-feira (5):

Leia também:

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.