Mercados

Ibovespa amplia queda e dólar sobe acima de R$ 4,70 com cautela externa

Em véspera de feriado, atenções recaem sobre decisão do BCE e divulgação de balanços de grandes bancos nos Estados Unidos

Moeda americana avançava nesta quinta-feira
14 de Abril, 2022 | 02:21 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) ampliou as perdas na tarde desta quinta-feira (14) e o dólar avançava, em uma sessão de maior cautela, às vésperas do feriado e com investidores repercutindo a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de manter as taxas e os planos de reduzir os estímulos. Também estava no radar a divulgação de balanços de grandes bancos nos Estados Unidos, com dados acima do esperado.

Na Bolsa brasileira, destaque positivo para as ações de JBS (JBSS3), que subiam 2,40%, e da Vibra Energia (VBBR3), em alta de 2,45%. Já as ações da Petrobras (PETR3; PETR4) operavam em queda de 0,19% (ON) e 1,22% (PN). A companhia anunciou nesta quinta José Mauro Coelho como presidente da estatal; a posse será às 15h (horário de Brasília).

  • Do lado das perdas, recuavam os papéis da Yduqs (YDUQ3), em baixa de 6,13%, e os de Americanas (AMER3), que caíam 3,86% por volta das 14h10 (horário de Brasília).
  • Já o dólar subia nesta tarde, negociado acima de R$ 4,70, puxando os juros futuros, que também avançavam.

Nos EUA, as ações caíam à medida que os rendimentos do Tesouro saltaram com a especulação de que o Federal Reserve aumentará as taxas agressivamente para enfrentar a maior inflação em décadas. Os traders também enfrentaram o potencial de agitação do mercado em meio ao vencimento de opções estimado em mais de US$ 2 trilhões.

Acelerar o ritmo de aperto monetário para incluir aumentos em incrementos de meio ponto percentual é uma “opção razoável”, disse o presidente do Fed de Nova York, John Williams. Os rendimentos do Tesouro de 10 anos saltaram para 2,8%, enquanto a taxa de 30 anos atingiu seu maior nível desde 2019.

PUBLICIDADE

Confira o desempenho dos mercados por volta das 14h10 (horário de Brasília):

  • O Ibovespa recuava 0,99%, negociado aos 115.628 pontos;
  • O dólar à vista subia cerca de 0,48%, negociado a R$ 4,71;
  • Entre os contratos de juros futuros, o DI para 2025 subia 14 pontos-base, a 12,16%;
  • Nos EUA, os índices operavam mistos: o do S&P 500 caía 0,78% e o da Nasdaq cedia 1,59%, enquanto o Dow Jones operava estável;
  • Já na Europa, o movimento foi de alta: o índice Dax, da Alemanha, subiu 0,62%, enquanto o Stoxx 600 avançou 0,67%;

No radar internacional, destaque ainda para a oferta de Elon Musk para comprar o Twitter (TWTR), por US$ 43 bilhões. Segundo ele, a empresa tem um potencial “extraordinário” e ele é a pessoa certa para desbloqueá-lo. No pré-mercado, as ações da companhia subiam cerca de 7%, após terem disparado 18% depois da notícia.

Já os últimos desenvolvimentos sobre a guerra incluem um alerta da União Europeia para os estados membros de que a exigência do presidente Vladimir Putin de que “países hostis” efetivamente paguem pelo gás russo em rublos violaria as sanções. Além disso, os EUA expandirão o escopo de armas que estão fornecendo à Ucrânia em um novo pacote de assistência militar de US$ 800 milhões.

-- Com informações da Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também:

A saga continua: Bradesco ganha liminar e trava recuperação judicial do Hopi Hari

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.

PUBLICIDADE