PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Iates de Abramovich são levados para a Turquia

Como o país não aderiu à imposição de sanções, se tornou destino preferido de quem deseja evitar confisco de bens

Bilionário é a oitava pessoa mais rica da Rússia segundo o Bloomberg Billionaires Index
Por Taylan Bilgic
23 de Março, 2022 | 07:48 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Ambos os superiates de Roman Abramovich foram levados para as costas da Turquia, enquanto o bilionário russo enfrenta sanções e a perspectiva de apreensão de ativos por parte da União Europeia e do Reino Unido.

O Eclipse, superiate de 162 metros de propriedade do bilionário de 55 anos, estava nas águas de Marmaris, no sudoeste da Turquia, na terça-feira (22), segundo dados compilados pela Bloomberg. O Solares, de 139 metros, que saiu de Barcelona em 8 de março, estava próximo, em Bodrum.

PUBLICIDADE

Abramovich recebeu sanções da UE e do Reino Unido nas últimas duas semanas, pois os governos vêm visando a elite russa em resposta à invasão da Ucrânia pelo país. Seus dois iates, que juntos custam bem mais de US$ 1 bilhão, deixaram o porto no início deste mês antes que ele sofresse as sanções de qualquer governo ocidental.

Ver mais: Iates de Abramovich estão no mar em meio a sanções britânicas

A Turquia não se juntou à UE e aos EUA na imposição de sanções, na suspensão de viagens à Rússia ou no confisco de ativos de bilionários russos. Isso torna o país um dos destinos internacionais mais próximos para jatinhos e iates russos que buscam evitar a apreensão. O jatinho de Abramovich também fez pelo menos duas paradas na Turquia desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, segundo dados de rastreamento de voos.

PUBLICIDADE

Abramovich está em processo de venda do Chelsea FC, time de futebol do Reino Unido que ele possui há quase duas décadas. O prazo de licitação por um dos maiores ativos esportivos do mundo acabou na sexta-feira (18), e diversos compradores estavam no páreo.

Entre os participantes mais recentes estão a Centricus Asset Management, que fez parceria com Jonathan Lourie, da Cheyne Capital, e Bob Finch, da Talis Capital. A oferta avalia o Chelsea em mais de 3 bilhões de libras (US$ 3,9 bilhões), incluindo compromissos para investimentos adicionais, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto.

Abramovich é o maior acionista da Evraz, segunda maior siderúrgica da Rússia, e também possui uma participação na produtora de metais Norilsk Nickel. Ele é a oitava pessoa mais rica da Rússia, com patrimônio líquido de cerca de US$ 13,9 bilhões, segundo o Bloomberg Billionaires Index.

--Com a colaboração de Tom Maloney e David Hellier.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE