PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Bolsa de Tóquio sobe 3% e futuros de NY mantêm recuperação

Investidores buscam oportunidades que surgiram após semanas de oscilações com a guerra na Ucrânia

Bolsa de Tóquio sobe 3% e futuros de NY mantêm recuperação
Por Andreea Papuc
09 de Março, 2022 | 09:52 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — Os mercados asiáticos seguiram na manhã desta quinta-feira a recuperação de ações globais, com investidores em busca de oportunidades que surgiram após semanas de oscilações e a expectativa de que os ativos podem já ter precificado o impacto econômico da guerra na Ucrânia. Os títulos do Tesouro dos EUA e o dólar afundaram.

No Japão, as ações subiram até 3% na abertura dos negócios. E índice da Austrália teve forte alta. Já os contratos futuros de ações dos EUA são negociados com leve alta após os ganhos mais acentuados desde junho de 2020 para o S&P 500 (SPX), enquanto o Euro Stoxx 50 teve o maior ganho em dois anos.

PUBLICIDADE

As ações da Amazo.com Inc. (AMZN) subiram mais de 10% após o final do pregão depois que a varejista online anunciou um split de ações e um plano de recompra de US$ 10 bilhões, o que ajudará a remover um obstáculo importante para sua inclusão no índice Dow Jones Industrial Average, que é ponderado por preço.

As commodities recuaram de suas máximas. O petróleo recuperou parte da queda de mais de 10%, mas manteve a maior parte dos ganhos que levou a cotação a cerca de US$ 110 o barril nos EUA. Os Emirados Árabes Unidos disseram que pedirão à aliança Opep+ para aumentar a produção de petróleo mais rapidamente, uma mudança dramática que pode colocar o país contra outros membros. O ouro estabilizou depois de cair de uma alta de 19 meses.

O dólar manteve o recuo depois da melhora nas expectativas para ativos de risco, enquanto o rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos (GT10) voltou a subir acima de 1,9%.

PUBLICIDADE

Essas reversões são a mais recente mudança em mercados voláteis, já que os investidores avaliam o risco de um choque inflacionário que pode atrapalhar o crescimento global. A incerteza prevalece sobre a sustentabilidade do aumento dos preços das commodities provocado pelo isolamento internacional da Rússia desde a invasão da Ucrânia. O sentimento do mercado melhorou na quarta-feira depois que uma importante autoridade de política externa ligada ao presidente da Ucrânia disse que o país está aberto a discutir a demanda da Rússia por neutralidade, desde que receba garantias de segurança.

“Se você tiver uma resolução da guerra na Ucrânia – e estamos recebendo alguns relatos de que a Rússia e a Ucrânia podem estar se aproximando do estágio de negociação – isso pode ajudar a mudar o sentimento”, disse Nadia Lovell, estrategista sênior do UBS Global Wealth Management (UBS) nos EUA à Bloomberg Television.

“Esperamos que o mercado permaneça instável no curto prazo”, disse ela, acrescentando que espera que o S&P 500 se recupere para 4.800 até o final do ano, assumindo que não há escalada significativa no estresse geopolítico, “dado o fato de que a economia dos EUA está entrando nisso a partir de uma posição de força.”

Enquanto isso, o ex-promotor Yoon Suk-yeol venceu a eleição como presidente da Coreia do Sul, devolvendo a oposição conservadora ao poder após cinco anos e sinalizando uma virada agressiva nas relações do país com a China e a Coreia do Norte.

Entre as criptomoedas, o Bitcoin (BTC) foi negociado em torno de US$ 42 mil, após uma forte alta nos tokens digitais desencadeada pelo otimismo sobre uma iminente revisão da supervisão de criptomoedas nos EUA que poderia fornecer clareza regulatória para os investidores.

O rublo da Rússia (RUB) despencou quando o câmbio local da moeda foi retomado nesta quarta, em meio a sanções econômicas contra o país.

PUBLICIDADE

Aqui estão alguns eventos importantes desta semana:

  • Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, fala após reunião de política, quinta-feira;
  • EUA: CPI, pedidos de seguro desemprego, quinta-feira;

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • Os futuros de S&P 500 (ESH2) tinham alta de 0,1% às 9h45 em Tóquio (21h45 em Brasília). Na quarta, o S&P 500 subiu 2,6%;
  • Os futuros do Nasdaq 100 (NQH2) subiam 0,1%. O Nasdaq 100 subiu 3,6% na quarta;
  • O índice Topix (TOPIX), de Tóquio, subia 3%;
  • O índice Kospi (KOSPI), de Seul, tinha alta de 2,2%;
  • O S&P/ASX 200 da Austrália (AS51) subia 0,9%;

Moedas

  • O iene japonês (JPY) recuava para 115,90 por dólar;
  • O yuan offshore (CNH) subia 0,1% para 6,3222 por dólar;
  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) recuava 0,9%;
  • O euro (EUR) caía 0,1% para US$ 1,1066;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subia 11 pontos base para 1,95%;
  • O rendimento de 10 anos da Austrália subia umo pontos base para 2,33%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subia 1,6% para US$ 110,45 o barril;
  • O ouro era negociado a US$ 1.991,71 a onça.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE