PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Índia quer valuation de seguradora a US$ 203 bilhões em mega IPO

O chamado valor embutido da Life Insurance da Índia provavelmente será de mais de 4 trilhões de rúpias

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A Índia está pressionando por uma valuation de cerca de 15 trilhões de rúpias (US$ 203 bilhões) para uma seguradora estatal, que em breve deverá dar entrada na maior oferta pública inicial do país, informaram fontes familiarizadas com o assunto, mesmo enquanto os organizadores aguardavam um relatório final sobre o valor estimado da empresa.

O chamado valor embutido da Life Insurance da Índia provavelmente será de mais de 4 trilhões de rúpias, e seu valor de mercado pode ser cerca de quatro vezes essa cifra, segundo as fontes, que pediram para não serem identificadas, já que as discussões são privadas. Uma vez que o relatório final esteja pronto, a valuation que o governo está buscando pode mudar.

PUBLICIDADE

O valor incorporado, uma métrica fundamental para as seguradoras, combina o valor atual dos lucros futuros com o valor líquido dos ativos. A métrica fará parte do prospecto de IPO da LIC, que provavelmente será apresentado na semana de 31 de janeiro. Normalmente, o valor de mercado das seguradoras é entre três e cinco vezes o valor embutido.

Se os investidores concordarem com os cálculos propostos pelo governo, a LIC se juntará à liga das maiores empresas da Índia – a Reliance Industries e a Tata Consultancy Services – que têm uma capitalização de mercado de 17 trilhões de rúpias e 14,3 trilhões de rúpias, respectivamente.

A oferta “tem sido o assunto da cidade nos últimos dois anos”, disse Gaurav Garg, chefe de pesquisa da Capitalvia Global Research. “É uma tarefa assustadora realizar um IPO tão grande e precisará de muito apoio de investidores-âncora, bem como de varejo.”

PUBLICIDADE

Dado que a LIC tem milhões de segurados e pode haver um desconto no preço das ações para eles, deve haver uma boa demanda pelo IPO por parte dos clientes de varejo, segundo Garg. Enquanto isso, investidores institucionais e âncoras podem mostrar interesse, já que a LIC é líder de mercado no setor de seguros da Índia, disse ele.

Um porta-voz do Ministério das Finanças não respondeu às ligações para seu celular pedindo comentários, enquanto a LIC se recusou a comentar.

O governo pode estar com expectativas um pouco exageradas, disseram duas das pessoas. A valuation final seria decidida com base em vários parâmetros, incluindo o apetite dos investidores, as perspectivas de lucratividade e as tendências do setor, disseram eles.

PUBLICIDADE

A primeira venda de ações da seguradora faz parte dos esforços do primeiro-ministro, Narendra Modi, para levantar dinheiro e ajudar a conter um déficit orçamentário que se alargou em meio à pandemia. O governo planeja vender de 5% a 10% da empresa antes do final de março.

Uma reunião sobre o valor da participação a ser vendida será feita por um painel ministerial no final deste mês, antes que a LIC dê entrada no projeto de prospecto com o regulador do mercado. Na valuation que o governo quer, uma participação de 5% chegará a cerca de 750 bilhões de rúpias.

– Com a colaboração de Baiju Kalesh e Filipe Pacheco.

PUBLICIDADE

– Esta notícia foi traduzida por Marcelle Castro, Localization Specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE