Agro

Agropecuária do Brasil equivale à 7ª economia da América Latina

Valor da produção agrícola e pecuária brasileira superou a somatória dos PIB’s de Uruguai, Venezuela, Bolívia e Paraguai no ano passado

Atividade agropecuária do Brasil cresce 10% em 2021. Se fosse um país, seria a sétima economia da América Latina
15 de Janeiro, 2022 | 07:55 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — O Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária do Brasil no ano passado foi de R$ 1,12 trilhão. O valor corresponde apenas ao que foi produzido dentro das fazendas brasileiras e não leva em consideração os demais elos da cadeia, como a venda de insumos, produção de tratores, entre outras. O desempenho do ano passado representou um crescimento de 10,1% em comparação ao resultado de 2020, quando o VBP foi de R$ 1,025 trilhão.

Se a atividade agropecuária do Brasil fosse um país, ela seria a sétima economia da América Latina, atrás apenas do Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Ficaria à frente de países como Porto Rico, Equador, República Dominicana e Guatemala e seria maior do que a somatória do Produto Interno Bruto (PIB) de Uruguai, Venezuela, Bolívia e Paraguai. Sozinha, a agricultura seria a oitava maior economia da região e a pecuária a décima terceira.

Veja mais: Clima no Brasil começa influenciar preços internacionais dos grãos

O resultado positivo da atividade agropecuária no ano passado é atribuído ao bom desempenho da agricultura. O segmento cresceu 12,7% e alcançou um VBP de R$ 768,45 bilhões. A produção pecuária, que considera as principais proteínas de origem animal (frango, bovinos e suínos), além de ovos e leite, fechou o ano com um VBP de R$ 360,7 milhões, 4,5% acima do registrado no ano anterior.

PUBLICIDADE

Veja mais: Quem são os principais clientes do agro do Brasil?

“Três fatores podem ser citados como impulsionadores desse crescimento: preços favoráveis, quantidades produzidas e o mercado internacional que em geral tem sido favorável para vários desses produtos. O mercado internacional e os preços foram os mais relevantes desses fatores”, destaca a nota técnica do Ministério da Agricultura do Brasil. O documento lembra ainda que o desempenho positivo do setor ocorreu mesmo diante da falta de chuvas, seca e geadas em regiões produtoras.

Perspectiva para 2022

O governo brasileiro projeta que o setor se manterá na trajetória ascendente neste ano. A estimativa do Ministério da Agricultura é que o VBP da agropecuária nacional chegue a R$ 1,16 trilhão, com um crescimento de 2,9%. O desempenho só não será maior porque a atividade pecuária tende a apresentar um recuou de 4,4%, com perdas esperadas para o frango, suínos, ovos e bovinos. Na agricultura, as projeções do ministério apontam para um crescimento de 6,3% em 2022. O valor da produção de café, cana-de-açúcar e milho são as que devem registrar os melhores resultados, enquanto a soja, que cresceu 27% no ano passado, tende a fechar este ano com uma queda de 2,9%.

Veja mais: Veja quanto a safra do Brasil já encolheu por causa da seca

Alexandre Inacio

Alexandre Inacio

Jornalista brasileiro, com mais de 20 anos de carreira, editor da Bloomberg Línea. Com passagens pela Gazeta Mercantil, Broadcast (Agência Estado) e Valor Econômico, também atuou como chefe de comunicação de multinacionais, órgãos públicos e como consultor de inteligência de mercado de commodities.