PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Powell traz alívio e mercados aceleram ganhos; dólar cai para R$ 5,58

Discurso foi recebido com alívio pelos investidores e permitiu recuperação dos ativos de risco

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Linea — O dólar acelerou o ritmo de baixa e a bolsa ampliou a alta no Brasil após o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, afirmar que elevará por mais tempo os juros se for necessário para controlar a inflação. O discurso foi recebido com alívio pelos investidores, que consideram que a mudança na política monetária já está precificada pelos ativos de risco.

  • Nos EUA, os índices de ações aceleraram a alta. O Dow Jones (INDU) tinha alta de 0,3% pouco depois das 16h, enquanto o S&P (SPX) 500 subia 0,6%. O Nasdaq 100 (NSX) tinha alta de 1,2%;
  • No mercado de títulos soberanos, os rendimentos dos Treasuries de 10 anos (GT10) permaneceram estáveis em 1,76%;
  • No Brasil, o dólar (BRL) ampliou a queda e o Ibovespa (IBOV) acelerou a alta. O Ibovespa passou a subir 1,5% e o dólar recuou para R$ 5,58, com baixa de 1,6%;
  • Os juros dos contratos de DI seguem pressionados após o resultado do IPCA de 2021. A taxa do DI para janeiro de 2024 saltou de 11,8% para 11,85%, enquanto a taxa do DI para janeiro de 2025 passou de 11,505% para 11,53%;

O presidente do Fed afirmou que o banco central não hesitará em agir, se necessário, para conter a inflação e ajudar a garantir o pleno emprego, embora se espere que o descompasso entre oferta e demanda que elevou os preços diminua.

PUBLICIDADE

“Se tivermos que aumentar mais as taxas de juros ao longo do tempo, nós o faremos”, disse Powell nesta terça-feira (1) em resposta a uma pergunta em sua audiência de confirmação no Comitê Bancário do Senado. “Usaremos nossas ferramentas para recuperar a inflação.”

  • Os preços subiram 5,7% nos 12 meses encerrados em novembro, medidos pelo índice de preços de gastos com consumo pessoal, a referência preferida do Fed.

“Para obter o tipo de mercado de trabalho muito forte que queremos com alta participação, será necessária uma longa expansão”, disse ele. “Para obter uma longa expansão, precisaremos de estabilidade de preços. E assim, de certa forma, a inflação alta é uma grave ameaça à obtenção do emprego máximo”.

  • Os investidores estão apostando que o Fed começará a aumentar sua taxa de referência de fundos federais em março, dois anos após cortá-la para quase zero no início da pandemia em março de 2020.
  • Relatório do Departamento do Trabalho na sexta-feira, o Payroll, mostrou que a taxa de desemprego nos EUA caiu para 3,9% em dezembro - aproximando-se da mínima pré-pandemia de 3,5%.

(atualizado às 16h com cotações mais recentes)

Leia também

Toni Sciarretta

Toni Sciarretta

News director da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista com mais de 20 anos de experiência na cobertura diária de finanças, mercados e empresas abertas. Trabalhou no Valor Econômico e na Folha de S.Paulo. Foi bolsista do programa de jornalismo da Universidade de Michigan.

PUBLICIDADE