PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Tesla: Plano para véspera de Ano Novo inclui bater recorde de entregas

Entregas são vistas como um barômetro da demanda do consumidor por veículos elétricos

Tesla
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — A Tesla Inc. e Elon Musk podem ter mais o que comemorar hoje à noite na véspera de Ano Novo, enquanto os funcionários seguem firme para garantir entregas trimestrais recordes nas últimas horas de 2021, coroando um ano notável em que o valor de mercado da empresa de carros elétricos passou de US$ 1 trilhão.

As entregas são uma das métricas mais observadas na Tesla: elas sustentam os resultados financeiros da empresa e são amplamente vistas como um barômetro da demanda do consumidor por veículos elétricos em meio a uma mudança global do motor de combustão interna. Estar na vanguarda dessa onda ajudou a tornar Musk, o CEO da Tesla, a pessoa mais rica do mundo este ano, com uma fortuna de cerca de US$ 273 bilhões.

PUBLICIDADE

A automobilística com sede em Austin, Texas, normalmente conta as vendas até a meia-noite do último dia do trimestre, o que, neste caso, significa véspera de Ano Novo. Em média, uma dúzia de analistas em uma pesquisa da Bloomberg estima que a Tesla pode relatar cerca de 265 mil entregas - e atualizações mais recentes, como a previsão de 290 mil feita na semana passada por Dan Levy do Credit Suisse, sugerem que o número pode ser maior. Os números superam o recorde de 241.300 estabelecido no terceiro trimestre.

Os funcionários da Tesla costumam dar tudo de si nos últimos dias do trimestre. Voluntários de clubes locais chegam a aparecer na fábrica com donuts e até se oferecem para ajudar. Musk incentivou os funcionários em um de seus muitos tweets, agradecendo a equipe na semana passada por trabalhar durante as férias por ter “muitos carros da Tesla para entregar antes do final do ano!”

A Tesla fabrica os Modelos S, X, 3 e Y em sua fábrica de automóveis em Fremont, Califórnia. A empresa também produz os Modelos 3 e Y em uma unidade perto de Xangai, que fabrica carros para a China e Europa. A produção da fábrica na Ásia será crucial tanto para o valor somado de entregas quanto para as margens brutas da empresa.

PUBLICIDADE

Planos para 2022

Em 2022, a Tesla abrirá duas fábricas de montagem adicionais - uma em Austin e outra em Berlim - permitindo a fabricação de veículos em três continentes para expandir a capacidade de produção.

Joseph Spak, analista da RBC Capital Markets, espera que a Tesla entregue 285 mil unidades. Se ele estiver certo, isso traria as entregas totais de Tesla para o ano a cerca de 913 mil.

Em 2020, a empresa entregou apenas meio milhão de veículos e a Tesla disse repetidamente que espera um crescimento anual de 50% nas entregas em um período de vários anos.

PUBLICIDADE

Um trimestre forte mostraria que a Tesla está se mantendo bem em meio à turbulência na cadeia de suprimentos, a variante omicron altamente contagiosa e as tempestades de neve que atingiram grande parte da Costa Oeste.

Musk disse que a escassez de semicondutores está prejudicando a produção - chegando a fazer um apelo para dois dos maiores fornecedores de chips do mundo. Mas se saiu melhor do que outros fabricantes de automóveis devido em parte aos esforços de seus engenheiros para reescrever o código do software para adaptá-lo a quaisquer chips que pudessem encontrar para outros fins.

Isso também pode impulsionar as ações da empresa, que caíram mais de 12% em relação ao fechamento de 4 de novembro, quando Musk se desfez de grande parte de sua participação na empresa.

PUBLICIDADE

Depois de uma enquete no Twitter em 6 de novembro, na qual o CEO perguntou a seus seguidores se ele deveria vender 10% de suas ações - e eles votaram sim -, Musk vendeu aproximadamente 15,6 milhões de ações. Isso é quase 10% de sua participação, incluindo opções exercíveis.

Mesmo com a queda recente, as ações ainda acumulam alta de 52% em 2021.

--Com assistência de Kristine Owram.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE