PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Big Techs ganham US$ 2,5 tri em valor de mercado em 2021

Gigantes como Apple Inc. e Microsoft Corp. continuaram a ter forte demanda independentemente do ambiente econômico

Tempo de leitura: 4 minutos

Bloomberg — As chamadas big techs impulsionaram o mercado de ações dos EUA para um terceiro ano consecutivo de ganhos em 2021, enquanto gigantes como a Apple Inc. e a Microsoft Corp. continuam a ter uma forte demanda por seus produtos e serviços, quase que independentemente do ambiente econômico.

Cinco dos nomes de Internet e tecnologia mais notáveis do mercado - Apple, Microsoft, Google, Alphabet Inc., Amazon.com Inc. e Facebook/Meta Platforms Inc., subiram este ano, mesmo com o desempenho negativo no último dia de negociação de 2021.

PUBLICIDADE

Embora seus desempenhos em 2021 tenham variado de um aumento de 65% da Alphabet ao 2,4% da Amazon, o grupo coletivamente adicionou mais de US$ 2,45 trilhões em valor de mercado. Microsoft, Apple e Alphabet deram as s três maiores contribuintes para os ganhos de 2021 do Índice S&P 500.

“Os investidores reconheceram que essas empresas continuam indo extremamente bem”, disse Mark Luschini, estrategista-chefe de investimentos da Janney Montgomery Scott, que tem cerca de US$ 125 bilhões em ativos sob gestão. O rápido crescimento de seus lucros, as barreiras competitivas e os fortes balanços os protegeram de alguns dos riscos deste ano, acrescentou.

O grupo encerrou 2021 com uma nota negativa. As ações da Apple recuaram 0,4% nesta sexta-feira, enquanto as da Microsoft perderam 0,9%, as da Amazon caíram 1,1%, as da Alphabet recuaram 0,9% e as da Meta afundaram 2,3%. O índice Nasdaq 100 caiu 0,7% na sessão, mas ainda assim subiu quase 27% no ano.

PUBLICIDADE

Alphabet Inc.

As ações da controladora do Google dispararam 65% em 2021, tornando-se a empresa na melhor entre os maiores nomes de Wall Street. Este foi o ano mais forte para as ações desde 2009, e a empresa a se juntou brevemente à Apple e à Microsoft com uma avaliação de mercado de US$ 2 trilhões.

A Alphabet se beneficiou do crescimento de seus negócios na nuvem, bem como de uma recuperação nos gastos com publicidade digital, particularmente em categorias-chave como viagens que foram afetadas pela pandemia em 2020. No início desta semana, a CFRA atualizou sua recomendação para a ação para uma compra forte com base em sua “atraente avaliação versus empresas de alta tecnologia “, bem como ”a crença de que pode sustentar um ritmo de crescimento de receita anual nos próximos três anos“.

Microsoft Corp.

As ações da gigante do software subiram 51% em 2021, empurrando a empresa para o clube das que têm valor de mercado de US$ 2 trilhões. A ação subiu por 10 anos consecutivos, na mais longa alta de todos os tempos, e apresentou retornos de dois dígitos por nove anos consecutivos. As ações subiram quase 1.200% desde o final de 2011.

PUBLICIDADE

A força da Microsoft veio da demanda constante por sua computação em nuvem e software corporativo.

Apple Inc.

As ações da fabricante do iPhone subiram 34% em 2021, batendo o S&P 500 pelo terceiro ano consecutivo. Enquanto 2021 marcou seu desempenho mais fraco dos três anos - as ações subiram mais de 80% em 2019 e em 2020 - a alta trouxe a empresa a uma distância impressionante de um valor de mercado de US$ 3 trilhões.

Apesar de problemas como a escassez de chips e a pandemia em curso, que recentemente levou a Apple a fechar suas lojas de varejo em Nova York, a ação continuou a ser a favorita dos investidores em 2021.

PUBLICIDADE

A empresa continua a se beneficiar da popularidade global de seus produtos, do potencial de novas ofertas para manter o crescimento constante das vendas e um forte caixa. E o futuro parece brilhante com investidores favorecendo ações consideradas de alta qualidade com longos registros de crescimento em meio à incerteza relacionada à política do Federal Reserve e à perspectiva de taxas de juros mais altas.

Meta Platforms Inc.

As ações subiram 23% em 2021, quase em linha com o S&P 500, apesar de ser um dos anos mais tumultuados da história da empresa. Embora o Facebook continue a se beneficiar do alto envolvimento do usuário em todas as suas plataformas e de uma mudança contínua dos orçamentos de publicidade para as mídias sociais, a empresa lutou com o impacto da mudança na política de privacidade da Apple e o escrutínio intenso de seus produtos, especialmente após a divulgação de documentos de uma denunciante.

Em outubro, a empresa anunciou um novo foco de negócio no metaverso, uma tecnologia de realidade virtual imersiva, e um novo nome para refletir a mudança.

PUBLICIDADE

Os ganhos da Meta ocorreram principalmente no primeiro semestre de 2021, uma vez que as ações não eram negociadas em valor recorde desde setembro. No entanto, Wall Street está otimista sobre as perspectivas da empresa em 2022, dado o que é visto como perspectiva atraente e um poderoso motor de geração de lucros. A Baird acaba de chamá-la de uma de suas principais opções no setor de internet entre as big techs para o ano que vem.

Amazon.com Inc.

A empresa de comércio eletrônico teve um desempenho inferior em 2021 em relação aos seus pares das chamadas megacap e ao mercado como um todo. A ação subiu 2,4%, o suficiente para um sétimo ano positivo consecutivo, sua mais longa sequência de ganhos de todos os tempos. Desde o final de 2014, as ações dispararam quase 1.000%.

As ações da Amazon foram negociadas dentro de uma faixa bastante estreita durante a segunda metade do ano, com dois relatórios trimestrais decepcionantes, aumento dos custos de mão de obra e interrupções na cadeia de suprimentos pesando sobre as ações. Na quarta-feira, o diretor-gerente da Mizuho Securities, Jordan Klein, escreveu que, entre os investidores, há uma “visão clara de que o lado do vendedor parece estar modelando incorretamente o 1S22 (como muito alto).” Mesmo assim, vários analistas elegeram a Amazon como a sua principal aposta para 2022.

--Com assistência de Tom Contiliano.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE