PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

3G Capital compra controle da Luxaflex Maker em negócio de US$ 7 bilhões

Investidora fundada por bilionários brasileiros e sediada em Nova York vai comprar uma participação de 75% na Hunter Douglas

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A investidora 3G Capital concordou em adquirir o controle acionário da Hunter Douglas NV, em um negócio que avalia a fabricante de persianas Luxaflex em cerca de US$ 7,1 bilhões.

A 3G Capital, fundada no Brasil e sediada em Nova York, vai comprar uma participação de 75% na Hunter Douglas por 175 euros (US$ 198) por ação, um prêmio de 73% em relação ao preço de fechamento de quinta-feira, disseram as empresas em um comunicado.

PUBLICIDADE

As ações da Hunter Douglas subiam 70% no início do pregão de Amsterdã na sexta-feira

Ralph Sonnenberg, cujo pai fundou a fabricante de revestimentos de janelas há mais de 100 anos e que detém 93,6% das ações, concordou com a oferta. Os acionistas minoritários da Hunter Douglas, com sede em Rotterdam, também poderão sair pelo mesmo preço. Após o negócio, a família Sonnenberg passará a deter 25% do capital da empresa.

A Hunter Douglas emprega cerca de 23 mil pessoas em 100 países, de acordo com seu site. Além da Luxaflex, fabrica persianas das marcas Duette e Silhouette e produtos arquitetônicos como persianas motorizadas e persianas corrediças.

PUBLICIDADE

O Credit Suisse assessorou a família Sonnenberg. A 3G Capital foi assessorada pela Lazard, JP Morgan e Morgan Stanley.

Aquisições da 3G Capital

Os bilionários brasileiros fundadores da 3G Capital - Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira - orquestraram algumas das maiores aquisições de produtos de consumo.

Em 2015, a 3G Capital fez parceria com a Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett para criar a Kraft Heinz, tendo previamente combinado o Burger King e Tim Hortons para formar a Restaurant Brands International, de acordo com o site da empresa.

PUBLICIDADE

Leia também

Qual foi o melhor investimento de 2021?

Futuros de Wall Street afundam na despedida de 2021

PUBLICIDADE