Mercados

Futuros americanos estendem alta recorde na véspera de Natal

Futuros do S&P 500 subiam 0,62%, assim como os mercados asiáticos, na esteira do otimismo com a recuperação global

Wall St.
Por Sunil Jagtiani
23 de Dezembro, 2021 | 11:38 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O avanço global das ações parece destinado a continuar na Ásia nesta sexta-feira (24), devido ao otimismo de que a economia mundial pode evitar o surto da variante ômicron e continuará se expandindo no próximo ano.

As ações australianas subiam, enquanto os futuros do Japão e de Hong Kong subiam. O S&P 500 bateu um novo recorde nesta quinta, com quase todos os principais setores no verde. Vários mercados devem ficar fechados ou operar com horário reduzido nesta véspera de Natal.

Os dados econômicos desta quinta pintou um quadro de crescimento sólido nos EUA. O sentimento do consumidor melhorou, as vendas de novas casas aumentaram, os pedidos de bens duráveis superaram as previsões e os pedidos de auxílio-desemprego sinalizaram uma maior recuperação do mercado de trabalho. Mas os gastos do consumidor ajustados pela inflação estagnaram, sinalizando os riscos do rápido aumento dos preços.

O sentimento foi ajudado por um estudo no Reino Unido, que sugeriu que as infecções por ômicron têm menos probabilidade de levar à hospitalização. Mas a pesquisa alertou que a variante ainda pode produzir um número significativo de casos graves por ser muito infecciosa.

PUBLICIDADE

Com a melhora do sentimento, os investidores mudaram de ativos seguros para ativos mais arriscados. Os rendimentos do Tesouro subiam, o dólar caía e o iene recuava.

Um indicador global de ações subiu cerca de 3% este mês, ilustrando a resiliência do mercado de ações em face dos riscos do coronavírus e medidas para apertar a política monetária para conter a alta inflação. Um histórico de retração do apoio à liquidez do banco central pode testar os mercados no próximo ano.

Perigos da inflação

O ex-secretário do Tesouro, Lawrence Summers, alertou sobre um período de teste para a economia dos EUA nos próximos anos, com o risco de recessão seguida de estagnação. Summers disse que o Fed estava atrasado para detectar os perigos da inflação.

PUBLICIDADE

A ômicron “criará algumas desacelerações na economia, talvez alguns recuos na produção que podem aumentar as pressões inflacionárias no curto prazo”, disse Paul Christopher, chefe de estratégia de mercado global do Wells Fargo Investment Institute, à Bloomberg TV.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

No que prestar atenção nesta semana:

Sexta-feira: os mercados dos EUA estão fechados. Mercados europeus fecham mais cedo

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

Os futuros do S&P 500 subiam 0,6% a partir das 9h05 em Tóquio (21h05 em Brasília). O S&P 500 subiu 0,62% nesta quinta

O índice S&P/ASX 200 da Austrália subia 0,6%

PUBLICIDADE

Os futuros do índice Hang Seng subiam 0,4%

Veja mais: Entenda o colapso da Itapemirim, que deixou aviões no chão nas vésperas do Natal

Câmbio

O índice Bloomberg Dollar Spot caía 0,1%

O euro negociava em US$ 1,1327

PUBLICIDADE

Iene japonês pouco mudou, em 113,64 por dólar

Commodities

O petróleo bruto West Texas Intermediate subia 1,4%, para US$ 73,75 o barril

O ouro estava em US$ 1.808,36 a onça

Leia também:

PUBLICIDADE

Por que o Nubank, ainda no vermelho, vale mais do que os bancos que dão lucro

Madero: Como a dívida virou bola de neve bilionária que ameaça a empresa

PUBLICIDADE