PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde

Índia aplica 1 bilhão de vacinas, mas poucos tiveram as duas doses

País apenas administrou duas doses a aproximadamente 21% da população de cerca de 1,4 bilhão, segundo o rastreador de vacinas da Bloomberg

Enfermeiro aplica dose da vacina Sputnik V em Gurgaon
Por Chris Kay
19 de Outubro, 2021 | 10:26 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A Índia em breve terá administrado um bilhão de doses de vacinas contra a Covid-19, mas o marco mascara uma enorme lacuna entre o número de pessoas com imunização completa e aquelas que receberam apenas uma dose.

Embora seja provável que atinja a marca de um bilhão de doses esta semana, o país apenas administrou duas doses a aproximadamente 21% da população de cerca de 1,4 bilhão, segundo o rastreador de vacinas da Bloomberg. Em comparação, 51% tomou uma única dose, o que marca uma das maiores disparidades do mundo, mostra o rastreador. A vizinha China, única nação a distribuir mais doses de vacinas do que a Índia, havia imunizado totalmente cerca de 1,05 bilhão, ou 75% dos cidadãos, até o final de setembro.

PUBLICIDADE

Especialistas em saúde atribuem a estatística desequilibrada a uma combinação de fatores. Com a onda de Covid mais devastadora do mundo no início do ano, a Índia registra queda dos casos nos últimos meses, diminuindo a urgência da vacinação. O país havia administrado quase 987 milhões de doses até terça-feira.

Um profissional de saúde administra vacina contra a Covid-19 em Nova Délidfd

Nas áreas rurais, a ajuda do governo está vinculada a ter apenas uma dose, e algumas pessoas precisam viajar longas distâncias para tomar a segunda. O grande número de crianças ainda não cobertas pelo programa de vacinas também contribui, assim como o intervalo comparativamente longo de três meses que autoridades de saúde aconselham entre as duas doses da AstraZeneca, a vacina predominante na Índia.

  dfd

“A adesão foi um problema observado em todos os ensaios clínicos de duas doses realizados na Índia”, disse Bhramar Mukherjee, professora da Escola de Saúde Pública da Universidade de Michigan. “Portanto, a lacuna cada vez maior se deve ao espaçamento entre duas doses e à não adesão.”

PUBLICIDADE

A disparidade é preocupante porque, embora as infecções tenham caído em relação às máximas alcançados no início de maio, a Índia ainda registra mais de 13 mil novos casos todos os dias e centenas de mortes.

“Quando os casos estão tão baixos como agora, o nível de entusiasmo e de urgência para ser vacinado pode diminuir”, disse Brian Wahl, epidemiologista em Nova Déli da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, que trabalhou em uma campanha para aumentar a confiança nas vacinas com uma faculdade de medicina na cidade de Chandigarh, no norte da Índia.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

ETF de futuros de Bitcoin dispara em estreia nos EUA

Elon Musk se tornará o primeiro trilionário com SpaceX, diz Morgan Stanley

PUBLICIDADE

Vale amplia produção de minério de ferro, mas reduz volume vendido no 3º tri

Com sinal verde a brasileiros, American Airlines amplia voos para os EUA

PUBLICIDADE