PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cripto

ETF de futuros de Bitcoin dispara em estreia nos EUA

O ativo estava sendo negociado em alta de 1,04% perto das 11h30, horário de Brasília, aos US$ 40,42, após subir mais de 5% na abertura.

Divisor de águas na indústria das criptomoedas
Por Vildana Hajric
19 de Outubro, 2021 | 11:55 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Após anos de atrasos e contratempos, o primeiro fundo negociado em bolsa vinculado ao Bitcoin nos Estados Unidos, o ProShares Bitcoin Strategy ETF, estreou nesta terça-feira (19), marcando um momento decisivo para a indústria de criptomoedas.

O ETF - negociado sob o ticker BITO - estava sendo negociado em alta de 1,04% perto das 11h30, horário de Brasília, aos US$ 40,42, após subir mais de 5% na abertura.

PUBLICIDADE

O fundo de índice é esperado há muito tempo pela comunidade de criptomoedas e pelos investidores em Wall Street, muitos dos quais argumentaram durante anos que já tinha passado da hora de criar um fundo negociado em bolsa centrado em Bitcoin. O fundo ProShares é baseado em contratos de futuros e foi enquadrado sob as regras de fundos mútuos, que o presidente da SEC, Gary Gensler, disse oferecer “proteções significativas ao investidor”.

Enquanto isso, na expectativa, o preço do Bitcoin tem subido - a maior criptomoeda do mundo estava sendo negociada por cerca de US$ 62.000 na manhã de terça-feira (19) em Nova York, um pouco abaixo de seus recordes de abril.

“É uma semana incrivelmente otimista - tem havido um sentimento muito positivo em torno do ETF em particular”, disse Sam Bankman-Fried, CEO da Exchange FTX, por telefone.

PUBLICIDADE

Há muito se supõe que quem receber a aprovação primeiro poderá colher os maiores benefícios - incluindo o reconhecimento da indústria, bem como potencialmente atrair grandes somas de dinheiro. Alguns analistas já estão otimistas com as perspectivas: o Bitcoin ETF baseado em futuros poderia atrair mais de US$ 50 bilhões em ingressos em seu primeiro ano, devido ao hype em torno dele, segundo o famoso Bitcoin bull, Tom Lee, cofundador da Fundstrat Global Advisors.

Os observadores do mercado têm alguns parâmetros para medir a recepção inicial do BITO. O fundo SPDR Gold Shares, ticker GLD, teve o aumento mais rápido de todos os tempos, para US$ 1 bilhão em ativos sob gestão, atingindo o marco em apenas três dias, de acordo com a Bloomberg Intelligence. Mais recentemente, o fundo VanEck Social Sentiment, ticker BUZZ, viu mais de US$ 400 milhões em ações negociadas em sua estreia no início deste ano, uma das maiores quantias de todos os tempos para um ETF em seu primeiro dia.

Veja mais: Auxílio deve ficar em R$ 400, sendo parte fora do teto: Fontes

A Bloomberg News informou na semana passada que a SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, não iria atrapalhar o lançamento de um fundo Bitcoin lastreado em futuros.

PUBLICIDADE

Gensler tem sido visto como tendo uma mente mais aberta em relação às criptomoedas se comparado ao seu predecessor, Jay Clayton. Os observadores citam o interesse prévio de Gensler no mundo cripto - ele foi professor de uma disciplina na Sloan School of Management, do MIT, chamada “Blockchain e dinheiro.” E o presidente tinha sinalizado no meio deste ano que os reguladores poderiam estar mais abertos a um ETF Bitcoin se ele se baseasse em futuros em vez da própria criptomoeda.

Leia também

PUBLICIDADE

Por que comprar Bitcoin pode ser melhor que um ETF de futuros?

B3 vai pagar R$ 1,5 bi pela Neoway para diversificar atuação

Tom é positivo nos mercados internacionais, sustentado por safra de balanços