promo
Tech

Instagram está preocupado com retenção e engajamento de adolescentes

Documento obtido pelo New York Times aponta que a rede social, de propriedade do Facebook, via a perda dos jovens para outros aplicativos como uma “ameaça”

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O aplicativo de compartilhamento de fotos Instagram passou um tempo se concentrando em como reter e engajar os adolescentes, conforme o New York Times, citando documentos internos da companhia.

O Instagram, de propriedade da Facebook Inc., estava preocupado com a possibilidade de perder usuários adolescentes para outras plataformas de mídia social, chamando-as de “ameaça existencial”, de acordo com uma apresentação de marketing de 2018, ano em que atingiu um bilhão de usuários, informou o jornal neste sábado (16).

Veja mais: Facebook refuta que Instagram seja ‘tóxico’ para adolescentes

Separadamente, um memorando de estratégia de outubro de 2020 enfocou o plano de marketing para aquele ano, observando que “se perdermos o apoio dos adolescentes nos Estados Unidos, perderemos importância”, de acordo com o jornal.

A partir de 2018 o Instagram direcionou quase todo o seu marketing aos adolescentes, principalmente por meio do uso de anúncios digitais. Neste ano, o orçamento de marketing da plataforma é de US$ 390 milhões, relatou o New York Times, contra US$ 67,2 milhões em 2018.

O Instagram não comentou ao jornal.

O Facebook enfrentou a raiva de parlamentares dos EUA recentemente após notícias do Wall Street Journal que sugeriam que a rede social estava ciente de que o Instagram poderia representar riscos à saúde mental para usuários jovens, como ansiedade e depressão.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Primeira arena multiuso de SP quer atrair turnês mundiais para o país