PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Evergrande inicia pagamento de títulos de gestores de recursos

Incorporadora pagou nesta quinta (30) a primeira parcela de 10% de produtos de gestão de fortunas com vencimento em setembro

O plano de parcelamento foi uma das três opções de reembolso oferecidas pela Evergrande, no início deste mês, para acalmar os compradores de produtos de alto rendimento
Por Bloomberg News
30 de Setembro, 2021 | 12:36 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O grupo chinês Evergrande começou a pagar uma pequena parte do dinheiro devido a compradores de seus produtos de investimento, semanas depois dos protestos pelos pagamentos não realizados.

Leia também: Marathon Asset começou a comprar dívida da Evergrande, diz CEO

PUBLICIDADE

A incorporadora em crise pagou nesta quinta-feira (30) a primeira parcela de 10% de produtos de gestão de fortunas com vencimento em setembro, de acordo com um plano de reembolso anunciado anteriormente, de acordo com um comunicado em seu site. Os pagamentos foram depositados nas contas dos investidores, disse.

O plano de parcelamento foi uma das três opções de reembolso oferecidas pela Evergrande, no início deste mês, para acalmar os compradores de produtos considerados de high-yield. Entre as outras opções, uma oferece aos investidores propriedades com grandes descontos ou a compensação das contas a pagar restantes em unidades residenciais que já tenham comprado, informou a Bloomberg anteriormente.

Para a opção em dinheiro, o investidor pode escolher receber de volta 10% do capital principal e juros a cada trimestre, com reembolso integral em dois anos e meio.

PUBLICIDADE

Os pagamentos em atraso de 40 bilhões de yuans (US$ 6,2 bilhões) em produtos de gestão de patrimônio vendidos pela própria Evergrande a investidores de varejo geraram manifestações em todo o país, colocando mais pressão sobre Pequim para encontrar uma solução para o caso. Mais de 70.000 pessoas compraram os produtos, incluindo muitos funcionários da Evergrande, enquanto a incorporadora captava recursos para reforçar seu funding.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

China busca reduzir risco e compra fatia em banco da Evergrande

Crise de energia na China ameaça novo choque após Evergrande


PUBLICIDADE