PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Qualicorp confirma plano da Rede D’Or de aumento de posição acionária

Administradora de planos de saúde diz que operadora de hospitais pediu autorização ao Cade para potencial compra de ações

Qualicorp, administradora de planos de saúde, diz que Rede D'Or possui hoje 25,51% de seu capital
27 de Setembro, 2021 | 09:44 am
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — A empresa de saúde Rede D’Or São Luiz pretende aumentar sua participação minoritária na corretora de seguros Qualicorp, que comercializa planos de saúde coletivos, mas ainda depende de uma autorização do Conselho de Defesa Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O pedido de autorização para a potencial aquisição, pela Rede D’Or, de ações por meio de operações na Bolsa foi confirmado pela Qualicorp, na manhã desta segunda-feira (27), em comunicado ao mercado. O assunto já havia sido informado pela Rede D’Or na última sexta-feira (24).

Veja mais: Hapvida compra HB Saúde e amplia presença em SP

A companhia fluminense disse, no entanto, que “não há qualquer decisão acerca da efetiva realização de aquisição de ações de emissão da Qualicorp. A quantidade de ações a serem adquiridas, se assim decidido, dependerá da obtenção da autorização solicitada ao Cade e das condições de mercado no momento das possíveis compras”.

PUBLICIDADE

A atual posição da Rede D’Or corresponde hoje a 25,51% do capital da Qualicorp (72.447.583 ações ordinárias), segundo a página do site da administradora de planos de saúde sobre sua composição acionária.

“A posição acionária da Rede D’Or São Luiz S/A é composta pelos veículos de investimento detidos por seus acionistas controladores: (a) Rede D’Or São Luiz S/A; (b) Fundo de Investimento em Ações Lafite IE; (c) Riesling Fundo de Investimento Multimercado Crédito Privado IE; (d) Paulo Junqueira Moll; (e) Andre Junqueira Moll; e (f) Alice Junqueira Moll”, detalha a Qualicorp.

Contexto

Atualmente, a operadora fluminense de hospitais tem apetite de crescimento, no momento em que o setor de saúde acelera seu processo de consolidação no segundo ano da pandemia da Covid-19.

No mês passado, a Rede D’Or protagonizou a principal narrativa do setor na B3, tentando comprar a Alliar, empresa de diagnósticos médicos, mas acabou desistindo de lançar uma oferta pública voluntária (OPA), depois que o empresário Nelson Tanure entrou no capital da Alliar e seus médicos fundadores selaram um novo acordo de acionistas para se proteger de ofertas hostis e perder o controle da companhia.

PUBLICIDADE

Leia também

Minério de ferro ultrapassa US$ 120 com alta demanda por siderúrgicas

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.