PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Viagens

Abu Dhabi deixa de exigir teste contra Covid para entrada no emirado

Regra havia prejudicado amplamente o trânsito de pessoas entre Dubai, centro econômico do país, e a capital. Medida entra em vigor a partir do próximo domingo (19)

Os Emirados Árabes Unidos registraram cerca de 62 mil casos de Covid-19, com 357 mortes, entre sua população de 9,6 milhões de pessoas. Novos casos têm diminuído constantemente desde um pico no início de julho.
Por Zainab Fattah
18 de Setembro, 2021 | 10:40 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Abu Dhabi aboliu a exigência de que visitantes vindos de outras partes dos Emirados Árabes Unidos apresentem um teste negativo contra Covid-19. As mudanças entram em vigor a partir do próximo domingo (19) e ocorrem depois que a taxa de infecção da doença na capital dos Emirados Árabes Unidos caiu para 0,2% do total de testes, informou a agência de notícias oficial dos Emirados, citando uma decisão do Comitê de Emergência, Crise e Desastres.

Abu Dhabi já restringe a entrada de pessoas em locais públicos, como shoppings e praias, a pessoas que já estejam vacinadas ou apresentem um teste negativo para a doença, utilizando um sistema de passaporte verde.

PUBLICIDADE

Veja mais: EUA reduzem restrição de viagens ao Brasil

Até agora, a exigência de um teste negativo para entrar em Abu Dhabi afetou amplamente as pessoas que viajavam entre a capital e Dubai, centro econômico do país.

“O comitê continuará monitorando os eventos e estimulando todos os cidadãos, residentes e visitantes a continuarem aderindo às medidas cautelares”, disse o comunicado.

PUBLICIDADE

Abu Dhabi também está abolindo a exigência do uso de pulseiras para monitorar a conformidade durante a quarentena doméstica, de acordo com uma declaração posterior do mesmo órgão publicada no WAM.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Startup dos EUA produz água a partir do ar de forma barata e escalável

Brasil pode ganhar 3 novas empresas aéreas; confira o que exige a Anac

Como investir no mercado de cannabis estando no Brasil

PUBLICIDADE