Internacional

Londres reage com a retomada de voos e transporte público

Nível de congestionamento em Londres chegou a 79% na quarta-feira, muito acima da média de 67% para quarta-feira em 2019

Cidade tem níveis de congestionamento do período pré-pandemia
Por Charlotte Ryan
12 de Setembro, 2021 | 08:20 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Após vários alarmes falsos nos últimos dezoito meses, Londres dá sinais de que finalmente vai voltar ao normal.

Os níveis de tráfego e uso do transporte público na cidade dispararam nesta semana, com mais profissionais voltando ao trabalho após o fim das férias de verão. O metrô de Londres marcou sua manhã mais movimentada desde o início da pandemia.

É um sinal de que a normalidade está voltando depois de várias semanas, em que parecia que o retorno ao escritório havia parado. Em julho, o Reino Unido removeu quase todas as restrições ao coronavírus - mas aquele passo inicial em direção à normalidade foi prejudicado por um aumento nos casos da variante Delta do vírus, e muitas pessoas optaram por esperar até depois das férias de verão para voltar às suas mesas.

Ainda há um longo caminho a percorrer. Os escritórios geralmente ficam um pouco ocupados pela metade e muitas pessoas abraçaram o trabalho híbrido, aventurando-se na cidade apenas dois ou três dias por semana. Variantes do vírus ainda podem atrapalhar o retorno: o número de casos ainda está aumentando.

PUBLICIDADE

Veja mais: Casas de luxo em Londres têm menor número de compradores estrangeiros em uma década

Por enquanto, porém, a cidade de Londres parece nitidamente mais viva do que há duas semanas: as ruas estão mais movimentadas e os pubs estão apinhados de funcionários de escritório. Aqui estão três gráficos que mostram como os londrinos retornaram:

O trânsito está de volta

Os dias de pistas sem carros na cidade já são coisa do passado. Congestionamentos em Londres estão aumentando e ultrapassando o nível pré-pandêmico - especialmente na hora do rush matinal.

O nível de congestionamento em Londres chegou a 79% na quarta-feira, muito acima da média de 67% para quarta-feira em 2019, de acordo com a TomTom. Um porta-voz da fabricante de satnav disse que o retorno ao escritório e à escola está tendo um impacto nos níveis de tráfego, mas a questão permanece se a tendência vai continuar - ou se as pessoas vão abraçar o trabalho híbrido.

PUBLICIDADE

Metrô cheio

A hora do rush matinal no metrô está de volta. Em 6 de setembro, o movimento subterrâneo marcou o início do dia mais movimentado desde o início da pandemia.

Essa tendência continuou durante o resto da semana, com o número de viagens subindo continuamente para chegar a 2,2 milhões na quinta-feira, cerca de 54% dos níveis pré-pandêmicos.

“Definitivamente, estamos vendo um retorno ao trabalho que está impulsionando isso”, afirmou o porta-voz da Transport for London, Sean Colfer.

Aviões de volta aos céus

ʻO aeroporto da cidade de Londres, popular entre viajantes de negócios por causa de suas conexões e proximidade com o centro de Londres, também mostra sinais de recuperação.

Voos para Zurique, Frankfurt e Rotterdam foram retomados com o retorno da demanda de viajantes de negócios, afirma o diretor de operações Alison FitzGerald em entrevista esta semana. O aeroporto espera que o número geral de passageiros aumente 30% nesta semana em relação à semana anterior.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Brasília em Off: Guedes isolado em defesa do teto

AGE de Hering e Grupo Soma, vencimento de opções: Radar SA

Frete caro, ‘apagão de insumos’ e inflação ameaçam recuperação global, diz BCG

PUBLICIDADE