Internacional

Casa Branca estuda indicar Powell para segundo mandato no Fed

Biden ainda não opinou sobre os nomes que compõem o Fed e só deve anunciar uma decisão no outono, disseram fontes

Lael Brainard também é cotada para presidir o banco central americano
Por Saleha Mohsin e Jennifer Jacobs
27 de Agosto, 2021 | 11:54 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os conselheiros da Casa Branca consideram recomendar que o presidente Joe Biden ofereça um segundo mandato a Jerome Powell no comando do Federal Reserve e nomeie Lael Brainard como principal autoridade reguladora do banco central, segundo pessoas com conhecimento das conversas. Esse plano poderia acalmar a ala progressista do Partido Democrata que tem objeções a Powell.

Biden ainda não opinou sobre os nomes que compõem o Fed e só deve anunciar uma decisão no outono, disseram as fontes.

Brainard também é candidata à presidência do Fed, mas uma promoção a vice-presidente de supervisão, substituindo Randal Quarles, poderia acalmar democratas progressistas que questionam a trajetória de Powell em se tratando de regulamentação.

Veja mais: Fed pode iniciar redução de recompra de ativos ainda este ano, diz Powell

PUBLICIDADE

Powell tem amplo apoio dentro da Casa Branca e da secretária do Tesouro, Janet Yellen, para permanecer no cargo. No entanto, Biden já fez escolhas pouco óbvias para importantes cargos econômicos em seu governo. Em novembro de 2020, ele escolheu Yellen para liderar o Tesouro, apesar de ter considerado seriamente Brainard, surpreendendo alguns integrantes de sua equipe de transição.

Um porta-voz do Fed não quis comentar.

Brainard demonstrou uma abordagem diferente para regulamentação financeira e adoção de uma moeda digital pelo banco central.

Ela seria a segunda pessoa a ocupar a vice-presidência de supervisão do Fed, criada pelo Congresso logo após a crise financeira. O posto foi concebido como forma de fortalecer a supervisão de Wall Street pelo Fed, mas Quarles desagradou parlamentares democratas ao evitar reformas duras em reação à crise. O mandato dele termina em outubro.

PUBLICIDADE

Biden tem quatro vagas para preencher no Fed. Um representante da Casa Branca informou que ele está consultando sua equipe em um “processo cuidadoso e ponderado” para nomear o presidente do Fed. A pessoa acrescentou que Biden escolherá alguém que, na visão dele, será eficaz na implementação da política monetária.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Real descola de pares e sobe antes de Jackson Hole; Ibovespa avança

Bolha em ações de tecnologia é conversa para velhos, diz gestor

Brasília em Off: 7 de setembro será termômetro do time de Guedes

PUBLICIDADE