Salesforce demite 700 funcionários e se soma à onda de cortes no setor de tecnologia

Decisão da empresa segue a tendência de outras big techs que também cortam custos por meio de demissões, como Microsoft, Google e Amazon

Foto do letreiro da Salesforce
Por Brody Ford
26 de Janeiro, 2024 | 05:42 PM

Bloomberg — A Salesforce (CRM) vai demitir cerca de 700 funcionários, no mais novo capítulo de uma série de demissões no setor de tecnologia no início de 2024.

Menos de 1% dos funcionários serão cortados, de acordo com uma pessoa familiarizada com os planos, que não estava autorizada a discuti-los publicamente e pediu para não ser identificada. Um representante da Salesforce não quis comentar.

Há um ano, a Salesforce reduziu o número de funcionários em 10%. A empresa tinha 70.843 funcionários no final de outubro, de acordo com um registro regulatório.

As demissões recentes mostram como o setor de tecnologia continua focado na redução de custos. Outras big techs, como a Microsoft (MSFT), o Google, da Alphabet (GOOGL), e a Amazon.com (AMZN), também anunciaram demissões este mês. O Wall Street Journal noticiou os cortes na Salesforce nesta sexta-feira (26).

PUBLICIDADE

A empresa, que vende software para outras empresas, concentrou-se na expansão das margens de lucro no último ano em resposta à pressão dos acionistas, inclusive de investidores ativistas como a Elliott Investment Management.

O CEO da Salesforce, Marc Benioff, concentrou-se na redução de despesas na notoriamente grande divisão de vendas e marketing da empresa, com as contratações de 2023 focadas em engenharia e na promoção de novos produtos focados em inteligência artificial.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Citi vai demitir 20 mil pessoas em plano para economizar até US$ 2,5 bi ao ano

Visita de Sam Altman à Coreia do Sul revela próximas ambicões da OpenAI