Nvidia e Cisco fazem acordo para expandir serviços de inteligência artificial para empresas

Empresas vão oferecer equipamentos para infraestrutura de computação de IA, em tentativa de impulsionar as vendas para além de grandes provedores de data centers

Sede da Nvidia
Por Ian King
06 de Fevereiro, 2024 | 12:12 PM

Bloomberg — A Nvidia (NVDA) e a Cisco Systems se uniram para facilitar às empresas a construção de sua própria infraestrutura de computação de inteligência artificial, numa tentativa de impulsionar a tecnologia além dos grandes provedores de data centers.

Segundo um acordo anunciado nesta terça-feira (6), a Cisco oferecerá equipamentos baseados na tecnologia da Nvidia — popular para desenvolvimento de modelos de inteligência artificial — juntamente à sua engenharia de rede.

Para a Nvidia, a parceria abre outro canal para a tecnologia. Enquanto isso, a Cisco se beneficia do crescimento de investimentos em IA que ajudou a transformar a Nvidia na fabricante de chips mais valiosa do mundo.

“Trabalhando em estreita colaboração com a Cisco, estamos tornando mais fácil do que nunca para as empresas obter a infraestrutura necessária para se beneficiarem da IA, a força tecnológica mais poderosa de nossa vida”, disse Jensen Huang, CEO da Nvidia, em comunicado.

PUBLICIDADE

A Cisco oferecerá servidores M7 que utilizam os últimos processadores da Nvidia, além do software, modelos de IA e ferramentas de desenvolvimento da fabricante de chips. Também está oferecendo o próprio software e serviços baseados em nuvem para monitorar e gerenciar tais sistemas.

LEIA +
Nvidia desafiará Intel com processadores para PCs baseados na tecnologia da Arm

“Fortalecer nossa grande parceria com a Nvidia vai equipar as empresas com a tecnologia e o conhecimento de que precisam para construir, implantar, gerenciar e proteger soluções de IA em escala”, disse Chuck Robbins, CEO da Cisco.

As duas empresas fizeram o anúncio no evento Cisco Live, em Amsterdã. O acordo faz parte de um esforço para espalhar a implantação de hardware de IA além de sua concentração atual nos data centers de propriedade da Microsoft (MSFT), Amazon (AMZN) Google (GOOGL), da Alphabet, e Meta (META).

PUBLICIDADE

O grupo de grandes empresas provedoras de serviços de nuvem, conhecido como hiperescaladores, representa uma concentração potencialmente arriscada de receita para a Nvidia.

Embora a demanda pelos chips da empresa continue insaciável, esses clientes podem, em última análise, usar mais de sua própria tecnologia. Todos trabalham em seus próprios chips ou já começaram a adotá-los de alguma forma.

A maior equipe de vendas da Cisco venderá servidores baseados na tecnologia da Nvidia combinados com sua engenharia de rede Ethernet.

A Nvidia oferece uma alternativa chamada InfiniBand em seus próprios produtos. A aproximação mais estreita com a Cisco dá à Nvidia melhor acesso a clientes que preferem aderir ao padrão mais amplamente utilizado para transferência de dados entre computadores.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também:

Próxima Nvidia? TSMC sobe 30% desde setembro e mercado vê ‘upside’ com onda de IA

PUBLICIDADE

Ações da Nvidia mantêm impulso e superam o desempenho de outras big techs

Intel vê benefício em concorrência e aposta em PC ‘pronto para IA’, diz VP global