Para a BlackRock, otimismo com ações dos EUA deve persistir

Estrategistas reiteraram recomendação overweight para as ações, incluindo as ligadas a inteligência artificial, em um horizonte de 6 a 12 meses

Para a BlackRock, otimismo com ações dos EUA deve persistir
Por Alexandra Semenova
05 de Fevereiro, 2024 | 02:45 PM

Bloomberg — É pouco provável que os resultados mistos do quarto trimestre diminuam o apetite por risco que impulsionou as ações americanas este ano, pelo menos por enquanto. Ao menos essa é a avaliação da BlackRock.

Estrategistas do BlackRock Investment Institute liderados por Jean Boivin e Wei Li esperam um crescimento de lucros abaixo do consenso em 2024, mas isso não deve diminuir o interesse dos investidores pelas ações americanas.

“Acreditamos que o sentimento otimista do mercado tem espaço para continuar por enquanto”, disseram, acrescentando que “os lucros e as margens ainda não vão estragar o clima”.

LEIA +
BTG Pactual tem lucro recorde de R$ 10 bi em ano desafiador no mercado de capitais

Eles reiteraram a recomendação de exposição acima da média (overweight) às ações dos EUA, incluindo as ligadas a inteligência artificial, em um horizonte tático de seis a 12 meses.

PUBLICIDADE

Os resultados do setor de tecnologia, no geral, superaram as expectativas graças a cortes de custos que ajudaram a impulsionar as margens, mas as pressões provavelmente aumentarão.

Os estrategistas são neutros em relação às ações americanas em um horizonte de longo prazo, já que esperam que juros altos por mais tempo pesem nos preços.

“Em última análise, acreditamos que o sentimento do mercado em relação às ações está ancorado nas perspectivas para juros e inflação”, disseram.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

Pacaembu é um ativo imobiliário que vai muito além do futebol, diz CEO

BTG Pactual tem lucro recorde de R$ 10 bi em ano desafiador no mercado de capitais