Ibovespa fecha em alta, acompanhando a volta dos ganhos em Nova York

Queda da Petrobras, por outro lado, impediu o desempenho mais forte do índice; ações da Sabesp também foram destaque negativo

O Ibovespa fechou em queda ao fim das negociações nesta quarta-feira (6).
07 de Dezembro, 2023 | 06:51 PM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) fechou em alta de 0,31%, aos 126.009 pontos nesta quinta-feira (7). O índice refletiu os ganhos de ações de peso como Vale (VALE3) e as dos grandes bancos. A queda da Petrobras (PETR3; PETR4), por outro lado, impediu o desempenho mais forte do índice. O dólar fechou em leve baixa, de 0,16% a R$ 4,91.

Apesar do recuo da Petrobras, cujas ações preferenciais caíram 0,45%, parte do setor de petróleo teve um dia positivo na bolsa, contribuindo para os ganhos do índice.

O barril do petróleo teve leve alta, se recuperando das últimas perdas. As ações da PRIO (PRIO3) subiram 2,51% e da PetroRecôncavo (RECV3) 4,40%. As ações de Soma, Magazine Luiza, Natura, Banco do Brasil e Gol também subiram.

No lado negativo, os papéis da Sabesp foram um destaque negativo (-1,52%) depois de a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovar a privatização da empresa.

PUBLICIDADE

O mercado americano voltou aos movimentos de alta, com os principais índices de ações se valorizando. O Dow Jones subiu 0,17%, o S&P 500 avançou 0,80%, e o Nasdaq teve ganho de 1,37%.

O setor de tecnologia recebeu bem o lançamento da inteligência artificial generativa da Alphabet (controladora do Google). As ações da companhia subiram 5,49%.

Na última semana, o índice S&P 500 tinha atingido a máxima do ano, mas passou por ajustes com pequenas quedas nos pregões desta semana, até esta quinta.

PUBLICIDADE

-- Com informações da Bloomberg News

-- Com Automação da Bloomberg

Leia também

Rali das ações surpreende mercado, mas deixa analistas perto de acertar alvo

C-level fica mais diverso, mas cargo de CEO ainda é ocupado pelas mesmas pessoas

Victor Sena

Editor assistente na Bloomberg Línea. Formado em Jornalismo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Especializado em cobertura de economia.