Futuros nos EUA sobem antes de novos dados de emprego e serviços

Investidores aguardam o relatório de empregos no setor privado da ADP e o ISM de serviços nesta manhã; ações sobem na Europa com destaque para alta da Inditex, da Zara

Estes são os eventos que orientam os investidores e movem os mercados hoje
05 de Junho, 2024 | 05:35 AM

Bloomberg Línea — As ações europeias e os futuros em Nova York avançavam nesta manhã de quarta-feira (5) enquanto sinais de esfriamento no mercado de trabalho dos EUA impulsionavam - de novo - as apostas de cortes de taxa pelo Fed. Os rendimentos do Tesouro voltam a recuar após a maior queda de dois dias seguidos neste ano.

Varejistas lideraram o avanço no Índice Stoxx 600 da Europa pela manhã, com a espanhola Inditex, proprietária da Zara, em alta de mais de 5% após uma atualização de início de vendas no segundo trimestre mais forte do que o esperado. Os contratos futuros para ações dos EUA abriram com leves ganhos.

Na Ásia, as ações indianas superaram as expectativas enquanto um parceiro de aliança do partido do primeiro-ministro Narendra Modi afirmava apoio para formar um governo de coalizão. O Índice Nifty 50 subiu mais de 2% e recuperou parte da perda de terça (4), quando o índice teve a maior queda em quatro anos.

Os dados do relatório JOLTS nos EUA divulgado ontem mostraram que as vagas de emprego em aberto atingiram o nível mais baixo desde 2021, o que reforçou a expectativa de que o Fed poderá reduzir as taxas de juros neste ano.

PUBLICIDADE

Os números previstos para a manhã desta quarta-feira incluem dados de folhas de pagamento privadas da ADP e a leitura mais recente sobre o setor de serviços dos EUA pelo ISM. O rendimento do Treasury de 10 anos avançou dois pontos base para 4,35% após deslizar seis pontos base na terça.

“O pregão de hoje será amplamente impulsionado pelos dados de emprego e pelos de serviços do ISM nos EUA”, disse Alexandre Baradez, analista-chefe de mercado da IG Markets em Paris. “Dados econômicos fracos têm sido tipicamente bem recebidos, pois sugeriam menor inflação, mas estou me perguntando agora se os investidores começarão a precificar uma desaceleração nos EUA.”

Essa expectativa voltou a alimentar o preço do bitcoin, que se aproximou de US$ 71.000 com a quinta sessão seguida de ganhos, a maior sequência desde março, quando atingiu o recorde de US$ 73.798.

Assine a newsletter matinal Breakfast, uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque em negócios e finanças no Brasil e no mundo.

- Alerta de Ray Dalio. O bilionário investidor disse em evento em Hong Kong que conflitos internos serão “o destaque do ano” em referência aos riscos sobre os resultados das eleições nos EUA em novembro.

- Elliot pressiona SoftBank. A gestora de Paul Singer montou posição no grupo de japonês de Masayoshi Son e estaria pressionando por uma recompra de ações de US$ 15 bilhões, segundo o Financial Times.

- Maior IPO saudita. As ações do Fakeeh Care Group, na área de saúde, subiram até 10% nesta quarta na maior estreia de uma empresa saudita neste ano, que chegou a atrair US$ 91 bilhões em ordens.

(Com informações de Bloomberg News)

🗓️ AGENDA: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Veja os indicadores dos mercados globais nesta manhã de quarta-feira, 5 de junho de 2024dfd
🔘 As bolsas ontem (04/06): Dow Jones Industrials (+0,36%), S&P 500 (+0,15%), Nasdaq (+0,15%), Stoxx 600 (-0,54%), Ibovespa (-0,19%)