No radar dos mercados

Mercados

Mercado aponta para sessão de bom humor e quarta semana seguida de ganhos

Ações globais caminham para a maior sequência de alta desde 2021, reduzindo o recuo este ano para cerca de 14%, com o alívio sobre a inflação

Mercados

Mercados prosseguem com animação, mas Fed adverte que é cedo para cantar vitória

Futuros de índices sobem nos EUA; na agenda, IPP e pedidos de seguro-desemprego pelos norte-americanos estão entre as poucas referências de peso

PUBLICIDADE
Mercados

Mercados em ligeira alta com a aposta de que inflação nos EUA dará um respiro

Investidores anseiam saber se a inflação, protagonista do dia, volta a assumir o papel de vilã ou se finalmente tocou o teto

Mercados

Mercados em modo espera por dados corporativos e rumo da inflação nos EUA

Renda variável mostra um caminho volátil na Europa e nos EUA; títulos do Tesouro norte-americano voltam a subir

PUBLICIDADE
Mercados

Investidores se antecipam a um maior aperto monetário do Fed e vão às compras

Alta se vê tanto entre os futuros de índices dos EUA como nas bolsas europeias; na semana, dados de inflação na maior economia do mundo ditam o rumo

Mercados

Mercados cautelosos antes de dados que medirão o pulso do emprego nos EUA

A grande questão é: as empresas manterão suas equipes ou os tambores de uma recessão começam a ruflar?

PUBLICIDADE
Mercados

Mercados em alta, mas na expectativa de dados sobre empregos nos EUA e balanços

Amanhã saem novos dados sobre o mercado de trabalho norte-americano: se vierem fortes, Fed pode reforçar argumentos para uma política monetária mais austera

Mercados

Mercados de olho em barganhas, mas voláteis com tensão geopolítica

Futuros americanos e bolsas europeias operavam sem direção no começo do dia e agora tentam engatilhar alta; no radar, crise EUA x China, Fed e Opep

PUBLICIDADE
Mercados

Tensão China x EUA pesa sobre os mercados de renda variável

Em contrapartida, títulos soberanos ganham valor com a retomada da busca por refúgios financeiros

Mercados

Mercados caem nos EUA; investidores ponderam realização de lucro e medo de recessão

Primeiro pregão de agosto começa com leve aversão ao risco no radar, à medida que investidores medem as chances de uma contração econômica

PUBLICIDADE
Mostre mais