De balanços favoráveis às medidas de estímulo da China: os eventos que movem os mercados

A lista de balanços de hoje inclui Tesla, IBM, AT&T e Abbott Laboratories; os investidores também aguardam os próximos lances em política monetária

Estes são os eventos que orientam os investidores e movem os mercados hoje
24 de Janeiro, 2024 | 06:59 AM

Barcelona, Espanha — Demonstrações contábeis favoráveis e novas medidas da China para estimular sua economia impulsionam os mercados. A lista de balanços de hoje inclui Tesla, IBM, AT&T, Alstom e Abbott Laboratories. No entanto, há um componente de cautela entre os investidores devido às próximas decisões sobre taxas de juros, do Banco Central Europeu (BCE) amanhã e do Federal Reserve (Fed) na próxima semana.

Persistem dúvidas sobre as chances de um corte nas taxas de março por parte dos grandes bancos centrais, mas elas aumentaram ligeiramente ontem. A chance de o Federal Reserve aplicar um corte em março subiu de um mínimo intradia de 38% para 49% no fechamento de ontem, motivados por comentários ‘dovish’ do ex-presidente do Fed de St Louis, James Bullard.

Assine a newsletter matinal Breakfast, uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque em negócios e finanças no Brasil e no mundo.

💧 Chuva de liquidez. O Banco Popular da China reduzirá o índice de reservas compulsórias dos bancos em 5 de fevereiro. A medida deve impulsionar a economia, irrigando o mercado com o equivalente a US$ 139 bilhões para empréstimos a clientes e compras de títulos.

☀️ Bons ventos para os microchips. A ASML Holding, a empresa de tecnologia mais valiosa da Europa, informou que os pedidos mais do que triplicaram no último trimestre, frente aos três meses precedentes, já que aumentou a demanda por suas máquinas mais sofisticadas produtoras de semicondutores.

PUBLICIDADE

✂️ Foco no lucro. As ações da SAP chegaram a subir +7,5% esta manhã, a maior alta em três anos, após a maior fabricante de software da Europa revelar um plano de reestruturação que afetará cerca de 8.000 empregos. Também aumentará o foco em inteligência artificial, medidas que, segundo a companhia alemã, ajudariam a elevar a cerca de €10 bilhões seu lucro operacional no próximo ano.

🌫️ Começo de ano difícil. O índice dos gerentes de compras da S&P Global calculado para a Alemanha em janeiro surpreendeu negativamente ao cair para 47,1 pontos, contra os 47,8 esperados e os 47,4 da leitura anterior. Os números da França também foram sombrios. Na Zona do Euro, a atividade do setor privado segue em terreno de contração pelo oitavo mês em janeiro. O PMI Composto do bloco subiu de 47,6 para 47,9, ligeiramente abaixo dos 48 previstos pelos economistas.

📈 O vaivém dos ativos. Os contratos futuros de índices dos EUA avançavam. Na Europa, as bolsas também operavam em alta. No encerramento do mercado acionário da Ásia, entre os índices predominou a valorização, exceto para o Nikkei. Os prêmios do título soberano dos EUA a 10 anos caíam. Os contratos de ouro subiam, assim como os do petróleo. Entre as divisas, iene se depreciava frente ao dólar. O bitcoin hoje subia.

(Com informações de Bloomberg News)

🗓️ AGENDA: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Os mercados esta manhãdfd
🔘 As bolsas ontem (23/01): Dow Jones Industrials (-0,25%), S&P 500 (+0,29%), Nasdaq Composite (+0,43%), Stoxx 600 (-0,28%), Ibovespa (+1,31%)
Michelly Teixeira

Jornalista com mais de 20 anos como editora e repórter. Em seus 13 anos de Espanha, trabalhou na Radio Nacional de España/RNE e colaborou com a agência REDD Intelligence. No Brasil, passou pelas redações do Valor, Agência Estado e Gazeta Mercantil. Tem um MBA em Finanças, é pós-graduada em Marketing e fez um mestrado em Digital Business na ESADE.