Cinco coisas que você precisa saber para começar esta sexta-feira

Investidores monitoram nesta sexta-feira (1º) discursos do presidente do Fed e a divulgação de dados econômicos, como a inflação na zona do euro

Falas de Powell devem ditar o rumo dos mercados nesta sexta-feira (1º)
01 de Dezembro, 2023 | 09:09 AM

Bloomberg Línea — Os investidores ficarão de olho nesta sexta-feira (1º) nos discursos de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed), e na entrevista de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC), às 12h15, no horário de Brasília.

Nos Estados Unidos, o dado preferido de inflação do BC americano, o PCE, mostrou ontem que os preços desaceleraram em outubro, reforçando o argumento a favor do término do aperto monetário pelo Fed e fortalecendo o otimismo no mercado financeiro.

Para a zona do euro, o Goldman Sachs (GS) avalia que o Banco Central Europeu (BCE) não esperará tanto para reduzir sua taxa de juros, com a primeira redução agora prevista para o segundo trimestre.

Confira a seguir cinco destaques desta sexta-feira (1º):

PUBLICIDADE

1. Brasil na Opep+

O Brasil vai aderir à carta de cooperação da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e Aliados (Opep+), em um movimento que não o obriga a fazer cortes na produção. O Ministro de Energia, Alexandre Silveira, informou na quinta-feira (30) durante encontro com membros da organização que o país deverá se unir ao grupo a partir do próximo ano.

O convite, feito a todos os países produtores de petróleo, não faz obrigações aos signatários e fornece uma plataforma para diálogo e troca de pontos de vista.

“O presidente Lula confirmou nossa entrada na Opep+ a partir de janeiro de 2024″, disse o ministro ao grupo, segundo um vídeo circulado pelos delegados. Ele foi recebido com uma rodada de aplausos.

PUBLICIDADE

2. Economia dos EUA desacelera

A tão esperada desaceleração da economia dos Estados Unidos parece próxima. Sinais estão se acumulando — em dados recentes, em alertas de grandes varejistas como o Walmart e em balanços de negócios em todo o país — de que, após desafiar as expectativas durante todo o ano, os lares americanos estão começando a recuar.

Um consumidor que sente o peso das altas taxas de juros é o sinal mais claro de que o crescimento econômico está desacelerando neste fim de 2023 e começo de 2024. A economia pode enfrentar desafios adicionais no próximo ano à medida que o mercado de trabalho esfria e o crescimento salarial diminui.

3. Mercados

As ações europeias avançam nesta sexta-feira, enquanto o dólar recua antes de comentários do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que podem fornecer pistas sobre a trajetória das taxas de juros.

O índice Stoxx 600 subia 0,5% por volta das 9h (horário de Brasília), impulsionado pelas empresas de mineração Anglo American e Rio Tinto, depois que suas ações foram elevadas a compra e um dado da atividade manufatureira da China superou as estimativas.

Em Wall Street, os índices futuros de ações operavam de lado, com os investidores tentando avaliar se os ganhos expressivos em várias classes de ativos em novembro podem continuar.

O S&P 500 teve um dos novembros mais fortes já registrados, enquanto o índice MSCI All Country World teve seu terceiro maior ganho mensal na última década.

4. Manchetes dos principais jornais

Estadão: COP-28: Lula defende reduzir dependência de combustíveis fósseis e critica países ricos

PUBLICIDADE

Folha de S. Paulo: STF replica conceito do PL das Fake News e eleva risco de judicialização contra imprensa

O Globo: Dino tem mais da metade dos votos de que precisa para o STF, mas rejeição supera a de Zanin

Valor Econômico: Pauta econômica avança, mas há pendências

5. Agenda

Brasil:

  • 9h: Produção Industrial
  • 10h: PMI Industrial S&P Global
  • 15h: Balança Comercial
  • 17h30: Posições líquidas de especuladores no relatório da CFTC

Estados Unidos:

  • 12h: PMI Industrial ISM
  • 13h: Discurso de Jerome Powell, presidente do Fed
  • 13h30: Atlanta Fed GDPNow
  • 15h: Contagem de Sondas Baker Hughes
  • 16h: Discurso de Jerome Powell, presidente do Fed
  • 17h30: Posições líquidas de especuladores no relatório da CFTC (petróleo, ouro, Nasdaq 100 e S&P 500)

-- Com informações da Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também:

Setor de óleo e gás ganha fôlego em LatAm, com investimentos previstos de US$ 500 bi

Estiagem na Amazônia amplia perdas para lavouras e economia local

Opep+ concorda em cortar produção, e analistas veem excesso de oferta em 2024

Tamires Vitorio

Jornalista formada pela FAPCOM, com experiência em mercados, economia, negócios e tecnologia. Foi repórter da EXAME e CNN e editora no Money Times.