Cinco coisas que você precisa saber para começar esta quinta-feira, 4 de abril

Falas de Jerome Powell sobre cortes dos juros este ano são repercutidas com entusiasmo por investidores globais nesta quinta-feira (4)

Jerome Powell
04 de Abril, 2024 | 08:18 AM

Bloomberg Línea — O discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na quarta-feira (3), contribuiu para uma volta do otimismo nos mercados globais nesta manhã.

A afirmação de que as taxas de juros nos Estados Unidos devem cair em algum momento este ano impulsionaram os ganhos das ações e dos metais preciosos, como ouro e prata, este último que atingiu o nível mais alto em quase três anos nesta quinta-feira (4).

Juros mais baixos costumam ser positivos para metais preciosos porque eles não pagam rendimentos.

Novas falas de membros do banco central americano seguem sendo monitoradas nesta quinta, em dia de dados de pedidos de auxílio-desemprego também nos EUA. Os investidores se preparam para os dados do payroll que serão divulgados amanhã e podem ajudar nas apostas de quando começará o ciclo de flexibilização monetária na maior economia do mundo.

PUBLICIDADE

Confira a seguir cinco destaques desta quinta-feira (4):

1. Powell sinaliza cortes

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sinalizou na quarta-feira (3) que os formuladores de políticas monetárias aguardarão sinais mais claros de uma inflação mais baixa antes de cortar as taxas de juros, mesmo que um aumento recente nos preços não tenha alterado sua trajetória mais ampla.

Powell disse que os dados recentes de inflação – embora acima do que o esperado – não “mudaram materialmente” o quadro geral. Ele reiterou sua expectativa de que provavelmente será apropriado começar a reduzir as taxas “em algum momento deste ano”.

PUBLICIDADE

Os mercados de swap ainda precificam menos de três cortes de taxa para 2024 e veem apenas uma chance de 56% de o ciclo de flexibilização começar em junho.

2. Nova grande aposta da Apple

A Apple (AAPL) tem equipes estudando uma incursão no segmento de robótica pessoal, um campo com potencial para se tornar uma das “próximas grandes coisas” da empresa, segundo pessoas familiarizadas com a situação ouvidas pela Bloomberg News.

Engenheiros da Apple têm explorado um robô móvel que pode seguir os usuários ao redor de suas casas, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque o projeto experimental é privado. O fabricante do iPhone também desenvolveu um dispositivo doméstico avançado para mesa que usa robótica para mover um display, disseram eles.

Embora o esforço ainda esteja em estágios iniciais - e não esteja claro se os produtos serão de fato lançados comercialmente - a Apple está sob crescente pressão para encontrar novas fontes de receita. A empresa abandonou um projeto de desenvolvimento de um veículo elétrico em fevereiro, e espera-se que a incursão em óculos de realidade mista leve anos para se tornar uma fonte de lucro significativa.

3. Mercados

As ações subiram e os rendimentos dos títulos do Tesouro americano se afastaram das máximas de quatro meses depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, reafirmou que o banco central segue com planos de cortar as taxas de juros este ano.

O índice Stoxx 600, da Europa, subia 0,11% por volta das 8h (horário de Brasília) desta quinta-feira (4), enquanto os futuros do Nasdaq 100 subiam quase 0,5%, impulsionados pelos comentários de Powell no dia anterior.

As falas do chefe do BC americano fizeram com que os rendimentos dos títulos do Tesouro de 10 anos recuassem das máximas desta semana, enquanto o índice de dólar à vista da Bloomberg estendeu suas perdas, após a maior queda em um dia em quase quatro semanas.

PUBLICIDADE

4. Manchetes dos principais jornais

Estado de S. Paulo: Governo pede para prorrogar negociação com Eletrobras sobre ampliar presença no conselho

Folha de S. Paulo: Prates se irrita, pede conversa definitiva com Lula e pode sair da Petrobras

O Globo: Crédito para compra de bens como eletros tem salto de 18% e dá fôlego extra à economia

Valor Econômico: Previsão de gasto da Previdência tem defasagem de até R$ 18,3 bilhões

5. Agenda

Brasil:

  • 8h30: Transações Correntes (Fev);
  • 9h: Produção e Vendas de Veículos (Mar);
  • 14h30: Fluxo Cambial Estrangeiro;
  • 15h: Balança Comercial (Mar);

Estados Unidos:

  • 9h30: Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego
  • 9h30: Balança Comercial;
  • 13h15: Discurso de Tom Barkin, Membro do Fomc;
  • 15h: Discurso de Loretta Mester, membro do Fomc;
  • 20h30: Discurso de Adriana Kugler, membro do Fomc.

-- Com informações da Bloomberg News

Mariana d'Ávila

Editora assistente na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.