Cautelosos, investidores dirigem olhar a petróleo, risco fiscal e discurso de Powell

O mercado também aguarda a última revisão do PIB dos EUA e monitora o potencial de volatilidade de um grande lote de opções que vence amanhã

Estes são os eventos que orientam os investidores hoje
Por Bianca Ribeiro - Michelly Teixeira
28 de Setembro, 2023 | 06:14 AM

Barcelona, Espanha — A escalada dos preços do petróleo e o impasse fiscal nos Estados Unidos dividem a atenção dos investidores com os discursos do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, e de outros membros do banco central. Serão avaliados ainda a mais recente revisão do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA em uma jornada que pode ser agitada pela venda de uma grande posição de opções detidas por um fundo do JPMorgan que vencem na sexta-feira.

Os futuros de índices dos EUA recuavam, assim como as bolsas europeias. Na Ásia, os principais índices fecharam em queda, embora o Shanghai tenha terminado ligeiramente positivo.

Neel Kashkari, presidente do Fed de Minneapolis, disse ontem que uma potencial paralisação do governo dos EUA e os efeitos da greve dos trabalhadores do setor automotivo podem desacelerar a economia e dispensar a autoridade monetária de uma atuação agressiva para controlar a inflação.

Motor europeu, o PIB da Alemanha deve se contrair -0,6% em 2023, primeiro ano completo de retração desde a pandemia, segundo projeções de cinco institutos que assessoram o governo. Para 2024, a previsão é de crescimento de +1,3%. A inflação europeia também preocupa após o Índice de Preços ao Consumidor na Espanha saltar de +2,4% em agosto para +3,2% em setembro.

PUBLICIDADE

A Ryanair disse que está sendo forçada a reduzir sua programação de voos de inverno devido aos atrasos na entrega da aeronave 737 Max da Boeing (BA), que só entregará 14 das 27 aeronaves previstas até o final de dezembro. O revés é resultado de falhas do fornecedor Spirit AeroSystems (SPR), que constrói a estrutura dos jatos.

Nos EUA, a Micron (MU) projetou um prejuízo fiscal no primeiro trimestre de até US$1,14 por ação, excluindo alguns itens, ante estimativas de perda de US$0,96 por ação. Para as vendas, a projeção da fabricante de chips ficou entre US$4,2 bilhões e US$ 4,6 bilhões. As ações da empresa recuavam quase 5% nas operações prévias à abertura dos mercados nos EUA.

O potencial impacto da alta do petróleo sobre a inflação e a política monetária manteve o bônus de 10 anos em torno de 4,6%, o mais elevado desde 2007. O rendimento do título norte-americano para 10 anos subia para 4,641% às 06:12 (horário de Brasília). Entre as divisas, o euro e a libra se apreciavam em relação ao dólar.

Em outros mercados, o ouro subia, assim como bitcoin, enquanto os contratos de petróleo WTI mostravam volatilidade, cotados ao redor de US$ 93 por barril.

O preço do barril de petróleo nos Estados Unidos chegou a ultrapassar brevemente os US$95 pela primeira vez em mais de um ano e o Brent foi negociado perto dos US$97, após notícias de uma redução das reservas num importante centro de armazenamento no país.

→ O que move os mercados hoje

🤖 Avanços tecnológicos. A Meta (META) vai agregar recursos de IA generativa ao Instagram, Messenger e WhatsApp, capazes de gerar textos e imagens a partir de instruções simples dos usuários. Enquanto isso, a própria Meta, o Google (GOOGL)e a Apple (AAPL) estão prestes a obter a aprovação dos reguladores norte-americanos para um novo conjunto de dispositivos móveis de realidade virtual e aumentada, incluindo óculos e conexões nos automóveis via ondas de rádio. A proposta será votada no próximo dia 19.

🇺🇸 IA na defesa. A Palantir Technologies (PLTR) fechou um contrato de US$250 milhões com o Departamento de Defesa dos EUA para pesquisar e desenvolver inteligência artificial e tecnologia de aprendizagem automática (Machine Learning) ao longo de três anos. As ações da Palantir subiram mais de +6% na véspera e ganhavam ao redor de +1% antes da abertura dos mercados.

PUBLICIDADE

✖️ De volta ao lucro? Linda Yaccarino, CEO X, disse que a rede social antes conhecida como Twitter pode voltar a ter lucro no começo de 2024, com a volta de anunciantes. Segundo ela, 90% dos 100 maiores anunciantes retornaram à plataforma. “Só nas últimas 12 semanas, cerca de 1.500 regressaram”, disse.

🗳️ Contra o tempo. É improvável que a Câmara chegue a um acordo de última hora para evitar uma paralisação do governo dos EUA a partir deste fim de semana, segundo a Bloomberg. O presidente da Câmara, Kevin McCarthy, e radicais republicanos estão fazendo grandes exigências para manter aberto o governo de Joe Biden, como a retomada do muro fronteiriço e políticas mais rigorosas de asilo e imigração, fim das ajudas à Ucrânia e outros cortes nos gastos federais.

🔎 De olho nos registros. A Securities and Exchange Commission está finalizando acordos com cerca de duas dúzias de consultores de investimento e corretoras de Wall Street para resolver investigações sobre falhas na manutenção de registros, informou a Reuters. As multas relacionadas a comunicações não autorizadas por WhatsApp e outros apps de mensagens em Wall Street já ultrapassaram US$2,5 bilhões.

🔥 iPhones on fire. Donos dos novos iPhone 15 Pro e Pro Max estão reclamando que os aparelhos estão esquentando muito durante chamadas e uso de jogos. O suporte técnico da Apple (AAPL) está encaminhando os clientes para um artigo antigo que avisa sobre superaquecimento ao usar aplicativos intensivos, carregar ou configurar um novo dispositivo pela primeira vez. Os preços dos novos iPhones estão minando o domínio da Apple no Japão, onde a participação da marca caiu de 58% no ano passado para 46% neste ano, fatia que foi abocanhada pelo Google Pixel, da Alphabet (GOOGL).

Os mercados esta manhãdfd

🟢 As bolsas ontem (27/09): Dow Jones Industrials (-0,20%), S&P 500 (+0,02%), Nasdaq Composite (+0,22%), Stoxx 600 (-0,18%), Ibovespa (+0,12%)

A incerteza marcou a jornada nas bolsas dos EUA, com os investidores avaliando a alta dos preços do petróleo e a possibilidade de outro aumento dos juros neste ano, enquanto esperam por mais dados de inflação e novos sinais do Fed.

Saiba mais sobre o vaivém dos Mercados e se inscreva no After Hours, a newsletter vespertina da Bloomberg Línea com o resumo do fechamento dos mercados.

Na agenda

Esta é a agenda prevista para hoje:

EUA: PIB/2T23, PCE/2T23, Gastos dos Consumidores/2T23, Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego, Vendas Pendentes de Moradias/Ago

Europa: Zona do Euro (Confiança de Empresas e Consumidores/(Set, Expectativas de Inflação ao Consumidor/Set); Alemanha (IPC/Set); Espanha (Confiança do Consumidor e Empresarial, IPC/Set); Itália (IPP/Ago, Confiança do Consumidor/Set); Portugal (Confiança Empresarial/Set)

Ásia: China (PMI Industrial, de Serviços e Composto-Caixin/Set); Japão (Produção Industrial/Ago, IPC/Set, Taxa de Desemprego/Ago, Vendas no Varejo/Ago)

América Latina: Brasil (IPP, IGP-M/Set, Relatório Trimestral de Inflação ); Argentina (Transações Correntes/2T23); México (Taxa de Desemprego/Ago)

Bancos centrais: Discurso de Jerome Powell, Austan Goolsbee, Lisa Cook (Fed), Relatório Mensal (BCE), Decisão sobre Taxa de Juros (Banco do México)

🗓️ Os eventos de destaque na semana →

Leia também:

Otimismo com IPOs cresce e alimenta perspectivas de recuperação global

Latinos já respondem por US$ 3,2 tri do PIB dos EUA, mostra relatório

Bianca Ribeiro

Bianca Ribeiro

Periodista especializada en economía y finanzas ha trabajado en algunas de las principales publicaciones de Brasil, como Valor, Agencia Estado y Folha de S.Paulo.

Michelly Teixeira

Jornalista com mais de 20 anos como editora e repórter. Em seus 13 anos de Espanha, trabalhou na Radio Nacional de España/RNE e colaborou com a agência REDD Intelligence. No Brasil, passou pelas redações do Valor, Agência Estado e Gazeta Mercantil. Tem um MBA em Finanças, é pós-graduada em Marketing e fez um mestrado em Digital Business na ESADE.