Payroll: EUA criam 199 mil vagas de emprego em novembro, acima do esperado

Mercado esperava a criação de 185 mil vagas no último mês, segundo consenso da Bloomberg; taxa de desemprego desacelerou para 3,7% no período

Criação de empregos diminuiu este ano, à medida que as taxas de emprego voltaram aos níveis pré-pandemia
08 de Dezembro, 2023 | 10:39 AM

Bloomberg Línea — Os Estados Unidos criaram 199.000 vagas de emprego em novembro, segundo o relatório de folha de pagamento (payroll) divulgado nesta sexta-feira (8) pelo departamento de estatísticas do país, mostrando que o mercado de trabalho americano continua resiliente.

O resultado veio acima do esperado por economistas do mercado financeiro. A taxa de desemprego, por sua vez, desacelerou de 3,9%, em outubro, para 3,7% em novembro. Estimativa mediana em pesquisa da Bloomberg apontava para a criação de 185.000 vagas no último mês e taxa de desemprego de 3,9%.

O aumento de empregos ocorreu na área da saúde e no setor público. Também houve aumentos na manufatura, refletindo o retorno de trabalhadores de uma greve. Já as vagas de emprego no comércio varejista diminuíram.

Os índices futuros de Wall Street, que recuavam antes da divulgação, mantiveram as perdas, enquanto os rendimentos dos Treasuries avançaram. Por volta das 10h40 (horário de Brasília), os futuros do S&P 500 cediam 0,16%, enquanto os do Nasdaq tinham queda de 0,35%.

PUBLICIDADE

Corte de juros à vista?

Investidores têm monitorado de perto os dados de emprego nos EUA em busca de pistas sobre a trajetória dos juros, que encontram-se no maior patamar em 22 anos.

Em novembro, o banco central americano manteve inalteradas as taxas de juros do país, no intervalo de 5,25% a 5,50%. A expectativa de uma manutenção, a segunda consecutiva, era consensual entre economistas de Wall Street.

No comunicado divulgado junto com a decisão, o Fomc sinalizou que o aumento nos rendimentos dos títulos do Tesouro podia pesar sobre o desempenho da economia e da inflação. “Condições financeiras e de crédito mais restritivas para famílias e empresas provavelmente pesarão sobre a atividade econômica, as contratações e a inflação”, escreveu o Comitê, na ocasião.

PUBLICIDADE

Na quarta-feira (6), os dados de emprego do setor privado medidos pelo ADP Research Institute mostraram a criação de 103.000 vagas em novembro, com os fabricantes reduzindo o número de funcionários para o nível mais baixo desde o início de 2022, somando-se às evidências de um mercado de trabalho desacelerado.

Após os dados mais fortes desta sexta, especialistas questionam se o Fed conseguirá cortar os juros tão cedo quanto o mercado espera.

-- Com informações da Bloomberg News

Leia também:

Como a Anacapri virou uma alavanca de vendas no portfólio de marcas da Arezzo

O alerta de Ray Dalio na COP sobre a economia verde: ‘é preciso dar lucro’

Mariana d'Ávila

Editora assistente na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.