Safra de trigo surpreende nos EUA e pode trazer alívio para os preços

Condições climáticas favoráveis impulsionaram o crescimento da safra no estado do Kansas, que pode chegar ao nível mais alto em três anos

Plantação de trigo
Por Michael Hirtzer
23 de Maio, 2024 | 01:52 PM

Bloomberg — O trigo é uma das culturas mais vitais do mundo. O grão é usado em alimentos básicos como pão, cuscuz, e macarrão – e os altos preços da commodity são conhecidos por agitar os mercados e pressionar a inflação.

O estoque global atual está apertado e uma sequência de más condições climáticas fez os analistas reduzirem as estimativas para a próxima colheita da Rússia, o maior exportador mundial. Os preços de referência subiram mais de 10% apenas em maio.

É por isso que o que está acontecendo no estado do Kansas, nos Estados Unidos, é tão importante para os mercados e para a perspectiva da inflação alimentar: a safra de trigo no maior estado produtor do país ficou inesperadamente maior.

As plantações no estado estão verdejantes e atingiram alturas consistentes e favoráveis para esta época da temporada. As chuvas e a neve dentro do esperado deram um impulso aos campos antes da colheita, que começa em junho.

PUBLICIDADE

Leia mais: Não é só no RS: clima afeta produção global de arroz e preço se aproxima de recorde

Na semana passada, cerca de 70 agrônomos percorreram o Kansas e contaram o número de plantas e grãos de trigo para estimar o rendimento. Eles constataram que a safra do estado deve atingir o maior nível em três anos, com 290,4 milhões de bushels (cerca de 7,9 milhões de toneladas), um aumento de 8,4% em relação à última previsão do Departamento de Agricultura dos EUA.

“O que vimos nos últimos dias é o potencial que a safra possui”, disse Romulo Lollato, professor associado de agronomia da Universidade Estadual do Kansas, que foi um dos agrônomos do Wheat Quality Council.

Os agrônomos percorreram os estados de Kansas, Oklahoma e Nebraska. Embora alguns campos tivessem espigas brancas e ocas de grãos que são o sinal característico do dano por congelamento e outros estados apresentaram plantações com a doença fúngica chamada ferrugem linear que já assolou os estados do Texas e Oklahoma, a perspectiva geral para a safra é otimista.

Trigo EUAdfd

As estimativas finais dos agrônomos apontaram rendimentos de trigo de Kansas em 3,1 toneladas por hectare, um aumento em relação às 2 toneladas por hectare de 2023, quando a seca foi tão intensa que muitos plantações não chegaram à fase de colheita.

No entanto, com mais de um mês antes de os campos estarem prontos para a colheita, mais tempo seco ou calor extremo poderia reduzir os rendimentos em relação a essas estimativas.

“É melhor começar a chover logo para atingirmos esses números”, disse Dave Green, vice-presidente executivo do Wheat Quality Council e líder do grupo que viajou para avaliar a safra.

PUBLICIDADE

Leia mais: Crise de abastecimento de cacau se transforma em oportunidade para o oeste da Bahia

Demanda em recuperação

2024 marca o 150º aniversário da imigração de menonitas, um grupo de cristãos evangélicos que trouxe uma variedade de trigo da Turquia para o Kansas. A variedade prosperou quando o plantio era feito antes do inverno devido à cobertura de neve, que fornece umidade crucial ao solo.

Aquela variedade de trigo – chamada hard red winter (HRW) – agora é a mais cultivada nos EUA e é comumente usada para produzir farinha para pães, croissants e massa de pizza. No entanto, as chamadas características de moagem e panificação “excelentes”, segundo a US Wheat Associates, também contribuíram para a perda de mercado para o trigo russo, que é mais barato.

Nota: Cada bushel equivale a cerca de 27 quilos (Fonte: Departamento de Agricultura dos EUA)dfd

Outrora o maior exportador de trigo, os EUA agora estão em quarto lugar.

A demanda doméstica, que tem sido o principal impulso para o grão, também demonstrou sinais de enfraquecimento, já que alguns consumidores reduziram as compras de produtos panificados devido à alta inflação dos alimentos.

"Apenas sabemos que estamos cultivando um trigo que não se encaixa com o consumidor consciente de preço", disse Lee Scheufler, agricultor de trigo em Kansas e agrônomo.

Isso vem mudando um pouco. Com a colheita menor na Rússia, o que aumentou os custos desses insumos, é provável que o trigo de Kansas se torne uma alternativa menos cara nos próximos meses.

“Os EUA devem encontrar alguma demanda adicional de trigo HRW”, disse Mike O’Dea, analista de grãos da StoneX.

Ele disse que o Brasil comprou recentemente alguns cargueiros de trigo dos EUA. A variedade também foi competitiva em remessas para o México, o maior comprador de trigo americano, mas que depende cada vez mais da Rússia.

“Se pudermos afastar o trigo russo do México, provavelmente teremos uma exportação maior”, disse O’Dea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

De motores a novos modelos: Stellantis investirá R$ 14 bilhões em fábrica de MG

Arezzo define nome da holding a ser criada após a fusão com o Grupo Soma