Sete dicas para ter uma viagem agradável, segundo um executivo que voa com frequência

Fundador de uma agência especializada em documentação para viagens conta à Bloomberg News os seus melhores conselhos de viagem

Foto em plano perspectiva no qual é possível ver um corredor de avião com um homem mais ao longe. Ele, um comissário de bordo, está de paletó preto, calças pretas e gravata laranja
Por Mark Ellwood
03 de Fevereiro, 2024 | 12:27 PM

Bloomberg — David Alwadish é o fundador e CEO da ItsEasy, uma empresa especializada em agilizar a documentação relacionada a viagens, como passaportes e vistos.

O executivo de 67 anos se desloca com frequência entre suas duas residências, uma em Great Neck, no estado de Nova York, e outra em Boca Raton, na Flórida, o que influencia sua escolha de companhia aérea.

“Viajo muito com a JetBlue, porque eles têm os voos mais tarde para Boca Raton. Posso sair tarde do meu escritório e pegar o último voo”, diz ele.

LEIA +
Fim da primeira classe? Por que a busca por voos sustentáveis pode afetar o serviço

Sua agenda – ida e volta de Nova York para a Flórida a cada duas semanas ou mais – significa que ele acumula cerca de 60.000 milhas por ano, e mais se ele, sua esposa e seus dois filhos se aventurarem em uma ou duas viagens ao exterior.

PUBLICIDADE

Estas são as dicas do executivo para quem vai viajar de avião:

Usar um aquecedor de mão em lugares frios

“O Ocoopa Hand Warmer, durável e de dupla função, é uma pequena solução para o frio. Ele é ótimo para manter as mãos aquecidas em qualquer lugar. Adoro levá-lo comigo em viagens com tempo frio. Em 2015, fiz uma troca de válvula [cardíaca] e, desde então, fico com um pouco de frio. Com três configurações de temperatura, é possível adaptá-lo às suas necessidades específicas, quer você esteja ao ar livre no frio ou dentro de casa em um ambiente frio. Como ele é recarregável, você não precisa de aquecedores de mão descartáveis, o que o torna uma opção ecologicamente correta.”

A melhor maneira de conseguir um assento melhor em um avião

“Sempre sou o último a entrar em um avião. Sempre há todas aquelas pessoas correndo para embarcar como se quisessem chegar ao destino primeiro. Eu espero e embarco no avião depois de todos eles. Talvez eu esteja em um assento no meio, na parte de trás do avião, mas se você for o último a embarcar, poderá ver quais outros assentos estão vagos depois que fecharem as portas de embarque, por exemplo, um corredor mais próximo da frente. Se você souber que não há ninguém atrás de você, pode pegar esse assento.”

PUBLICIDADE

Como economizar a quantidade de líquidos na bagagem de mão

“Sabonetes descartáveis – geralmente em papel – são indispensáveis para mim. Minha esposa me deu alguns porque ela quer que eu higienize as mãos para não ficar doente ou contrair covid, mas não gosto de levar álcool em gel para todos os lugares. Esses sabonetes são fáceis de guardar e não causam problemas na hora de passar pela segurança no aeroporto.”

É possível encontrar um grupo amigável em qualquer lugar

“Acompanhe ou participe de grupos de expatriados no Facebook em seu destino para obter conselhos e percepções locais. Fui à Coreia do Sul há algum tempo para tentar conseguir que a Samsung fizesse algo com uma patente minha e estudei os grupos de expatriados. Eles me disseram para comer no distrito do mercado de Seul, que fica aberto praticamente 24 horas por dia: kimchi no café da manhã, bolinhos de arroz o dia todo. É melhor usar esses grupos do que o Google, porque você pode fazer as perguntas que tiver quando chegar, mas com alguém experiente. É uma prévia de como será sua experiência: pessoas reais, perguntas reais. E o Facebook é muito mais amigável do que, por exemplo, o X (antigo Twitter).”

Um conselho simples para fazer amigos em uma viagem solo

“A primeira viagem que fiz sozinho foi para Acapulco, no México. Fui após o fim de um relacionamento. Decidi simplesmente pegar um avião e ir. Aprendi muito sobre mim nessa viagem. E conheci muitas pessoas sozinhas. Sem dúvida alguma, a melhor maneira de conhecer pessoas é buscar outros viajantes solo. Eles também querem conhecer outras pessoas.”

Em que prestar atenção ao escolher o melhor horário para voar

“Todos nós sabemos o quanto os aeroportos são movimentados, mas pesquise no Google quando o aeroporto de destino também estará movimentado para evitar congestionamentos no pouso: Heathrow é mais movimentado depois das 10 horas da manhã, por exemplo. A realidade de viajar e depois se deslocar não é fácil. Quando estive em Lisboa recentemente, muitos aviões pousaram na cidade em um determinado horário, e foi assustador pegar ônibus para chegar ao terminal. Foram horas fazendo check-in e check-out.”

Aproveite os espaços sociais em um trem

“Mesmo que não esteja viajando em um grupo de quatro pessoas, pegue o assento de quatro lugares no trem – aquele que tem a mesa. Não hesite em compartilhar esse espaço em um trem. Tive que ir a Washington [DC] com meu advogado e sentamos lá. Bem na minha frente estava um senhor que trabalha para a McKinsey e que viaja sempre. Ele pegou meu cartão, pois adorou o fato de eu poder ajudá-lo com os passaportes. Nós nos divertimos muito, e tudo isso se deveu à configuração do trem, como se fôssemos quatro pessoas ao redor de uma mesa de jantar, o que significava que você acabava conversando.”

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE

Por que o Mercado Livre assinou acordo de ‘naming rights’ para o Pacaembu

Ele levou sua startup à bolsa, perdeu o controle e vendeu tudo. E conta a lição