Nova tendência? Zara começa a cobrar por devoluções de compras online na Espanha

Consumidores da Espanha agora terão de pagar 1,95 euro para devolver peças compradas pela internet; mudança busca reduzir custo da operação

Acabar com as devoluções gratuitas ganhou força na indústria de vestuário no ano passado
Por Clara Hernanz Lizarraga
02 de Fevereiro, 2023 | 10:56 AM

Bloomberg — A Inditex SA, dona da rede de fast fashion Zara, vai começar a cobrar dos compradores espanhóis pela devolução de itens comprados online, refletindo uma estratégia que já havia implementado na maioria de seus outros mercados.

Os clientes na Espanha agora terão que pagar € 1,95 (US$ 2,14) para devolver um pedido, a menos que o levem a uma loja física ou a pontos de entrega de terceiros, onde as devoluções são gratuitas. A taxa se aplica a todas as marcas da Inditex, que incluem Pull & Bear e Massimo Dutti, de acordo com um porta-voz da empresa.

A empresa com sede na Corunha, na Espanha, a maior rede de roupas do mundo, começou a cobrar por devoluções no início de 2022 em países onde tem uma presença menor do que na Espanha, incluindo Reino Unido, França e Estados Unidos. A Espanha representou 14,2% das vendas totais do grupo em julho de 2022.

A ação da Inditex subiu 1,7% para € 29,3 (US$ 31,87) em Madri. Os papéis acumulam alta de 4,5% este ano.

PUBLICIDADE

A mudança para acabar com as devoluções gratuitas ganhou força na indústria de vestuário no ano passado, à medida que os varejistas buscavam conter custos em meio à aceleração da inflação em todo o mundo.

A Espanha estava entre os países da Europa Ocidental que registraram a maior taxa de inflação no início de 2022, atingindo dois dígitos durante os meses de Verão, no meio do ano passado. Desde então, a inflação caiu para 5,8% em janeiro, abaixo da maioria das outras nações da região.

As devoluções gratuitas foram uma dor de cabeça para os varejistas desde o início dessa estratégia, pois são caras devido ao trabalho de despachá-los de volta, inspecionar e colocá-los para revenda.

PUBLICIDADE

Grandes rivais da Inditex, como a Hennes & Mauritz (H&M) e a Uniqlo, da Fast Retailing, cobram por devoluções online na Espanha.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também:

Petrobras sofre revés de R$ 5,7 bi no Carf com mudança feita pelo governo Lula

Oi aponta recuperação judicial com mesmos escritórios e rito da Americanas