Mercados

Ibovespa fecha em alta com exterior e dólar oscila à espera do Copom

After Hours: À espera da decisão de juros no Brasil, o dólar oscilou ao longo do dia e negociava próximo dos R$ 5,28 perto do fechamento

BL-Newsletter-After-Hours-Banner
03 de Agosto, 2022 | 05:52 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) fechou a sessão em alta com impulso dos principais índices americanos, que avançaram com otimismo sobre dados americanos e balanços corporativos. Por aqui, a queda de Vale (VALE3) e Gerdau (GGBR4), em dia de perdas do minério de ferro, impediram altas maiores do índice. Na ponta oposta, o avanço da ação da Cielo (CIEL3) ajudou no lado positivo, depois da divulgação de resultados do segundo trimestre acima das expectativas de analistas do mercado.

À espera da decisão de juros no Brasil, o dólar oscilou ao longo do dia e negociava próximo dos R$ 5,28 perto do fechamento.

A decisão do Copom sai na noite de hoje (3), a partir das 18h30. A expectativa consensual no mercado aponta para um aumento de 50 pontos-base, o que levaria a taxa para 13,75% ao ano.

Enquanto isso, lá fora, um dos fatores que contribuíram para o dia positivo nos EUA, segundo analisas, foi o encerramento da viagem da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, a Taiwan, sem que algum incidente militar ou mesmo diplomático de maior gravidade tenha acontecido. A China defende que Taiwan faz parte do país, uma posição contestada por diferentes países do Ocidente.

PUBLICIDADE

Os balanços corporativos e os dados da economia americana acima do esperado também impulsionaram os ganhos.

O crescimento no setor de serviços dos EUA se fortaleceu inesperadamente para uma máxima de três meses em julho, devido à atividade comercial e aos pedidos mais firmes, aliviando as preocupações de uma desaceleração econômica mais ampla.

O indicador de atividade de negócios do grupo, que é paralelo ao índice de produção fabril ISM, subiu para o nível mais alto desde o início do ano, enquanto o crescimento de novos pedidos foi o mais saudável em quatro meses.

Veja como fecharam os mercados nesta quarta-feira (3):

PUBLICIDADE

-- Com informações de Bloomberg News

Leia também

Volpon: BC quer parar Selic a 13,75%, mas exterior não permite

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE