Mercados

Ações na Ásia avançam com impulso de balanços de Wall Street

Nervosismo com a tensão EUA-China diminuiu depois que a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, concluiu sua visita a Taiwan

As ações globais agora se recuperaram mais de 9% da mínima de junho, reduzindo as perdas acumuladas no ano para cerca de 15%
Por Sunil Jagtiani
03 de Agosto, 2022 | 08:36 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — As ações asiáticas devem subir na quinta-feira (4) após um rali nos Estados Unidos desencadeado por balanços e dados econômicos robustos, enquanto as apostas em mais aumentos nas taxas de juros do Federal Reserve aumentaram os rendimentos do Tesouro com vencimentos mais curtos.

Os futuros subiam no Japão, Austrália e Hong Kong na esteira de um salto de Wall Street liderado pelo setor de tecnologia que deixou o S&P 500 perto de uma alta de dois meses, quebrando uma sequência de perdas de dois dias. Os futuros dos EUA oscilavam no início das negociações asiáticas.

Os investidores se animaram com os resultados da Moderna (MRNA) e PayPal (PYPL), bem como com o surpreendente crescimento do setor de serviços dos EUA. O nervosismo com a tensão aguda EUA-China também diminuiu depois que a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, concluiu sua visita a Taiwan.

Autoridades do Federal Reserve sinalizaram novamente que farão o que for necessário para esfriar a alta inflação com aumentos de juros, mesmo que isso aumente o risco de recessão. O mercado de títulos refletiu a retórica, com os rendimentos de prazos mais curtos subindo, mas as taxas de vencimentos mais longas diminuindo, aprofundando uma inversão importante da curva de rendimentos.

PUBLICIDADE

O petróleo despencou com sinais de desaceleração da demanda em um relatório de estoques dos EUA e um pequeno aumento de produção planejado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo.

As ações globais agora se recuperaram mais de 9% da mínima de junho, reduzindo as perdas acumuladas no ano para cerca de 15%. O grande debate nos mercados é se isso aponta para complacência, uma vez que o mercado de títulos está emitindo um alerta de que uma desaceleração econômica se aproxima.

“A volatilidade não acabou e muitos dados que importam ainda estão por vir”, disse Ann Miletti, chefe de patrimônio ativo da Allspring Global Investments LLC, à Bloomberg Television. “Eu ainda focaria na qualidade aqui porque há muita instabilidade por vir, muitas respostas que ainda precisamos.”

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Copom eleva Selic para 13,75% e sinaliza nova alta, mas de menor magnitude

PUBLICIDADE