Linha Executiva

Mais executivos deixam SoftBank para se juntar à empresa de Misra

Responsáveis por supervisionar o Vision Fund e o Vision Fund 2 do SoftBank estão de saída junto com chefe de fundos da América Latina

Rajeev Misra, que supervisionava o gigantesco Vision Fund do SoftBank disse, no começo do mês, que estava deixando parte do seu cargo no conglomerado japonês
Por Gillian Tan , Giles Turner e Sridhar Natarajan
26 de Julho, 2022 | 07:48 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Dois managing partners que ajudam a supervisionar o Vision Fund e o Vision Fund 2 do SoftBank Group estão saindo do conglomerado japonês para ingressar em uma nova empresa de investimentos liderada pelo principal nome do SoftBank, Rajeev Misra, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto.

Yanni Pipilis e Munish Varma, ambos managing partners da SB Investment Advisers, que supervisiona a operação do SoftBank Vision Fund, notificaram suas equipes de suas saídas para a nova startup, disseram as pessoas, que pediram anonimato, pois as discussões são privadas. As saídas devem ocorrer nas próximas semanas, após um período de transição, disseram algumas das pessoas.

Rajeev Misra, que supervisionava o gigantesco Vision Fund do SoftBank disse, no começo do mês, que estava deixando parte do seu cargo no conglomerado japonês.

Desde o início deste ano, a empresa transferiu a responsabilidade de seus fundos da América Latina, o SoftBank Latin America Fund e o SoftBank Latin America Fund II, para o executivo indiano. Os fundos para a América Latina tem cerca de US$ 8 bilhões sob gestão nesses dois veículos.

PUBLICIDADE

O SoftBank não informou quem supervisionará os fundos para a América Latina no lugar de Misra.

A plataforma liderada por Misra terá um mandato flexível e a capacidade de investir em dívida e patrimônio de empresas públicas e privadas. O conglomerado Royal Group de Abu Dhabi, liderado pelo xeque Tahnoon Bin Zayed Al Nahyan, e o ADQ, um dos fundos soberanos do emirado, comprometeram capital para o novo empreendimento, informou a Bloomberg News. Mubadala, investidor âncora do primeiro Vision Fund, também deve investir, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

Um representante do SoftBank não fez comentários imediatamente. Um representante de Pipilis e Varma se recusou a comentar.

Pipilis foi CEO de um SPAC, a SVF Investment Corp. 3, que se fundiu com a empresa de automação de armazéns Symbiotic. Misra e Varma são CEOs da SVF Investment Corp. e da SVF Investment Corp. 2, respectivamente, ambos SPACs que ainda não encontraram uma empresa-alvo.

PUBLICIDADE

Pipilis trabalhou com mais de 60 empresas do portfólio do SoftBank, incluindo Jobandtalent, CMR Surgical e Rimac, de acordo com seu site. Varma trabalhou com pelo menos 40 empresas, como Delhivery, Lenskart, Policybazaar e FirstCry, mostra o site do SoftBank.

--Com assistência de Dinesh Nair.

-- Com informações de Bloomberg Línea

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Nubank acelera aposta em cripto enquanto ações e fortuna do CEO despencam

PUBLICIDADE