Mercados

É ilusão pensar que recessão será superficial, alerta Dr. Apocalipse

Entre as razões citadas pelo economista Nouriel Roubini estão os índices de endividamento historicamente altos após a pandemia

Preocupação de que o aumento das taxas de juros leve a economia a uma recessão tem aumentado
Por Isabelle Lee
25 de Julho, 2022 | 07:16 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O economista Nouriel Roubini disse que os Estados Unidos estão enfrentando uma recessão profunda à medida que as taxas de juros aumentam e a economia está sobrecarregada por altas dívidas, chamando aqueles que esperam uma desaceleração superficial de “ilusórios”.

“Há muitas razões pelas quais teremos uma recessão severa e uma crise financeira e de dívida severa”, disse o presidente e CEO da Roubini Macro Associates na Bloomberg TV nesta segunda-feira (25). “A ideia de que isso vai ser curto e superficial é totalmente ilusória.”

Entre as razões citadas por Roubini estão os índices de endividamento historicamente altos após a pandemia. Ele mencionou especificamente o ônus para as economias avançadas, que ele disse que continua aumentando, bem como em alguns subsetores.

Isso difere da década de 1970, disse ele, quando o índice de endividamento era baixo, apesar da combinação de crescimento estagnado e alta inflação, conhecida como estagflação. Mas a dívida do país aumentou desde a crise financeira de 2008, que foi seguida por baixa inflação ou deflação devido a uma crise de crédito e choque de demanda, acrescentou.

PUBLICIDADE

“Desta vez, temos choques de oferta agregada negativa estagflacionária e índices de dívida historicamente altos”, disse Roubini, que é apelidado de “Dr. Apocalipse” (ou Dr. Doom) por algumas de suas previsões terríveis - e algumas certeiras, como da crise financeira de 2008. “Em recessões anteriores, como as duas últimas, tivemos uma flexibilização monetária e fiscal maciça. Desta vez, estamos entrando em recessão ao apertar a política monetária. Não temos espaço fiscal”.

A preocupação de que o aumento das taxas de juros leve a economia a uma recessão tem aumentado à medida que o Fed aperta a política monetária agressivamente para reduzir a inflação mais acentuada em quatro décadas. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse que falhar em restaurar a estabilidade de preços seria um “erro maior” do que empurrar os EUA para uma recessão, que ele continua a sustentar que o país pode evitar.

Espera-se que Powell e seus pares aprovem outro aumento de 75 pontos-base nesta semana, depois de aumentar as taxas em junho pela maior taxa desde 1994. Os formuladores de políticas também devem sinalizar sua intenção de continuar subindo nos próximos meses.

“Desta vez, temos uma confluência de estagflação e de uma grave crise da dívida”, disse Roubini. “Então, pode ser pior do que os anos 70 e após a crise financeira global”

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

O que o índice Big Mac revela sobre o preço do dólar no Brasil

Gestora com US$ 7 bilhões busca pechinchas no Brasil e no Reino Unido

PUBLICIDADE