Mercados

Ibovespa descola de Wall Street e retoma os 100 mil pontos

Investidores repercutem sinais de melhora da economia na China, enquanto, no Brasil, aguardam nomeação de novo presidente da Petrobras

Mercados de renda variável têm início de semana positiva no fim de junho
27 de Junho, 2022 | 10:33 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — (Matéria atualizada às 12h15, horário de Brasília, com a abertura das bolsas nos Estados Unidos)

O Ibovespa (IBOV) avança nesta segunda-feira (27), com o aumento de apetite ao risco dos investidores e notícias positivas vindas da segunda maior economia do mundo. Na China, a economia mostrou sinais de melhora em junho com a flexibilização de restrições para combater o coronavírus. O índice que é benchmark da B3 subia mais de 2% por volta das 12h15 e operava acima dos 100 mil pontos. Depois de abrir em alta, dólar caía perto de 0,50%, negociado a R$ 5,21.

Na cena doméstica, o conselho de administração da Petrobras (PETR3; PETR4) decidirá sobre a nomeação de Caio Paes de Andrade como novo presidente da companhia. Na sexta-feira (24), o comitê de Elegibilidade declarou que Paes de Andrade possui os requisitos para ocupar o cargo.

Já no âmbito político, o relator da PEC dos Combustíveis Fernando Bezerra deve apresentar seu relatório sobre a medida que deve custar cerca de R$ 35 bilhões, segundo suas próprias estimativas. A PEC deverá ir à votação no Senado já na terça (28).

PUBLICIDADE

Confira o desempenho dos mercados nesta segunda-feira (27):

  • Por volta das 12h15 (horário de Brasília) o Ibovespa avançava 2,21%, aos 100.853 pontos;
  • O dólar à vista recuava 0,44%, negociado a R$ 5,21;
  • Entre os contratos de juros futuros, o DI para 2027 subia cinco pontos base, a 12,48%;
  • Nos EUA, os índices operavam em direções mistas: o Dow Jones subia 0,22%, o S&P 500 avançava 0,24%, enquanto o Nasdaq tinha baixa de 0,14%;
  • Na Europa, os mercados operam sem direção definida: o índice Dax, da Alemanha, subia 0,41%, por exemplo, enquanto o CAC-40, de Paris, cedia 0,39%;

Cena externa

No exterior, líderes das mais importantes autoridades monetárias mundiais, entre eles Jerome Powell e Christine Lagarde, do Federal Reserve e do Banco Central Europeu, respectivamente, estarão reunidos em Sintra (Portugal), em um evento anual organizado pelo BCE, para tratar dos desafios em um cenário que não só mudou drasticamente, como reserva muita incerteza.

Em Wall Street, após serem negociadas próximas da estabilidade no pré-mercado, as bolsas abriram em queda nesta segunda-feira depois de registrarem seu melhor desempenho em um mês na semana passada. O S&P 500 apagou os ganhos em meio ao rebalanceamento trimestral das carteiras de investidores institucionais, com os traders avaliando se a inflação está chegando ao teto e se a recessão pode ser evitada.

-- Com informações da Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também:

Baixa do S&P 500 deve se arrastar, mas sem grandes tombos, diz pesquisa

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.