Brasil

Quanto o Brasil espera arrecadar com a volta das festas juninas em 2022

Faturamento deve ser puxado pela Bahia, que espera movimentar R$ 1,3 bilhão com as festas de São João, que só acabam no início do mês que vem

Decoração de São João no Pelourinho, em Salvador, Bahia
25 de Junho, 2022 | 01:21 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — As festas juninas Brasil afora devem movimentar R$ 2 bilhões até julho, segundo estimativa do Ministério do Turismo divulgada no início deste mês. A pasta acredita que as comemorações vão ajudar na recuperação do setor depois das perdas com a pandemia.

Em abril, o setor de turismo nacional registrou faturamento de R$ 15,3 bilhões, crescimento de 47,7% em relação a abril do ano passado, de acordo com dados da Federação do Comércio de Bens e Serviços de São Paulo (FecomércioSP).

Segundo a entidade, o crescimento daquele mês foi impulsionado pelos desfiles de carnaval e pelos feriados de Tiradentes e Páscoa e puxado pelo setor aéreo, que faturou R$ 4,6 bilhões no mês — em relação a 2019, último ano antes da pandemia, no entanto, houve queda de 7,5% no faturamento do setor de turismo em abril deste ano.

O setor também deve gerar 190 mil novas vagas de emprego até o fim deste ano, segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio (CNC) divulgada nesta semana.

PUBLICIDADE

Das festas de São João, o estado mais representativo é a Bahia, onde se espera que as comemorações movimentem R$ 1,3 bilhão e recebam 1,5 milhão de pessoas. O maior evento do estado, em Salvador, começou na quinta-feira (23) e vai até o dia 2 de julho.

A prefeitura de Campina Grande, na Paraíba, estimou ao Ministério do Turismo que as festas juninas vão movimentar R$ 400 milhões. Caruaru, em Pernambuco, espera injeção de R$ 250 milhões na economia. A última festa oficial da cidade foi na sexta-feira (24).

Leia também:

A culpa é do petróleo? Queda dos preços não traz alívio imediato aos combustíveis

Salários na Faria Lima superam R$ 10 milhões por ano

PUBLICIDADE