PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cripto

Bitcoin cai abaixo de US$ 20 mil pela primeira vez desde o fim de 2020

Criptoativo mais negociado do mundo rompe barreira estratégica que pode desencadear nova onda vendedora; Ether perde também patamar de US$ 1.000

O preço do bitcoin recua cerca de 10% nesta manhã de sábado, abaixo do patamar simbólico de US$ 20 mil
Por Bloomberg Línea
18 de Junho, 2022 | 08:44 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O bitcoin caiu abaixo do patamar de US$ 20 mil pela primeira vez desde dezembro de 2020, rompendo a marca simbólica em um momento de liquidação global de ativos de risco no mundo como reação ao aumento de juros nos Estados Unidos e o temor de uma recessão econômica. A queda desde o pico histórico próximo a US$ 67,6 mil em novembro de 2021 supera os 70%.

PUBLICIDADE

A criptomoeda mais negociada do mundo e de maior valor de mercado recuava cerca de 10% nesta manhã de sábado (18) e chegou a valer US$ 18.740,52, no que pode ser o 12º seguido de queda.

Por volta do meio-dia (horário de Brasília), o preço estava em US$ 19.070, com queda aproximada de 7% nas últimas 24 horas.

PUBLICIDADE

O Ether, segunda principal criptomoeda, também perdeu um patamar representativo ao recuar quase 11% e ser negociado abaixo dos US$ 1.000, a US$ 975,24. É o preço mais baixo desde janeiro de 2021.

O bitcoin superou a marca de US$ 19.511, a cotação máxima do pico anterior de seu ciclo de halving. Isso nunca havia acontecido e é importante para o mercado de investimento em criptoativos porque pode desencadear uma nova onda vendedora que alcance até adeptos de longo prazo da moeda virtual.

A cada quatro anos, aproximadamente, a quantidade de criptomoedas que os mineradores recebem para resolver os problemas algorítmicos que lhes permitem registrar transações no blockchain é reduzida pela metade - daí o nome halving, que vem do inglês half (metade).

Sempre que isso acontece, uma disparada parabólica é acionada. Cada pico era maior que o último, e quando um novo pico ocorria, os preços nunca mais voltavam para as mínimas. Até hoje.

Segundo especialistas, isso poderia prejudicar seriamente a tese de investimento em bitcoin, que depende de sua capacidade de rendimento como principal meio de atrair capital e manter o ciclo de valorização no longo prazo.

PUBLICIDADE

Uma queda de preço para menos de US$ 18 mil, por exemplo, não significaria o fim do bitcoin. Mas afetaria seriamente sua narrativa de longo prazo.

- Atualizada às 11h57.

- Com a Bloomberg News.

Leia também:

Por que o patamar dos US$ 19.511 é tão importante para o bitcoin

Aposta de El Salvador no bitcoin causa perda milionária e acentua crise