Cripto

Onda vendedora faz mercado de criptoativos cair abaixo de US$ 1 trilhão

Marca representa perda de mais de 67% em relação a novembro e é acelerada por temores depois de congelamento de saques por plataforma

Traders tem aumentado as apostas para um ritmo mais agressivo de aperto do Federal Reserve
Por Joanna Ossinger e Suvashree Ghosh
13 de Junho, 2022 | 08:02 am
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — O bitcoin (BTC) desabou para o menor nível em cerca de 18 meses após a plataforma de empréstimos Celsius congelar os saques nesta segunda-feira (13), intensificando a preocupação de que o risco sistêmico no ecossistema de criptomoedas acelere a queda de valor do mercado de ativos digitais.

O token digital mais negociado do mundo chegou a cair mais de 17%, para US$ 22.603 - o menor nível desde dezembro de 2020. Outras criptomoedas também caíam à medida que o selloff mais amplo continuou. O índice MVIS CryptoCompare Digital Assets 100, que mede 100 dos principais tokens, caiu 17%.

O valor total do mercado de criptomoedas, que chegou a US$ 3 trilhões em novembro, caiu para menos de US$ 1 trilhão às 11h54, horário de Brasília, nesta segunda, segundo a CoinGecko.

“Os fundamentos para apoiar a estabilização e a recuperação simplesmente não existem”, disse Steven McClurg, cofundador e CIO da gestora de fundos de criptomoedas Valkyrie Investments. “As coisas podem e provavelmente vão piorar antes de melhorar.”

PUBLICIDADE

As ações das empresas que adotaram a criptomoeda também caíram. A MicroStrategy (MSTR), empresa de software que fez compras de bitcoin como parte de sua estratégia corporativa, chegou a cair 28%. A Block, de Jack Dorsey, caiu até 10%. As mineradoras de bitcoin Marathon Digital Holdings e Riot Blockchain caíram até 19% e 16%, respectivamente.

A Binance, maior plataforma de negociação de criptomoedas, suspendeu temporariamente os saques de bitcoin devido a um problema de processamento de transações. Em outras redes, ainda era possível fazer saques.

O sell-off vem se intensificando à medida que traders aumentam as apostas em um ritmo mais agressivo de aperto monetário do Federal Reserve - leia-se aumento de juros - depois que os dados de sexta-feira (10) mostraram que a inflação dos EUA voltou a se acelerar, contrariando expectativas.

As criptomoedas, que passaram por dificuldades com a nova política monetária do Fed nos últimos meses, foram particularmente atingidas. O colapso do ecossistema Terra/Luna no mês passado e a suspensão de saques por parte da Celsius nesta segunda corroeram ainda mais a confiança no setor.

PUBLICIDADE

“Se continuar comprado, pense em fazê-lo com proteção para limitar o risco” nos futuros de bitcoin, disse Rick Bensignor, presidente da Bensignor Investment Strategies e ex-estrategista do Morgan Stanley. “Se a criptomoeda despencar, não há suporte confiável nas proximidades.”

Traders especularam que a Celsius pode enfrentar mais riscos se o sell-off no mercado se aprofundar. Um empréstimo no valor de mais de US$ 278 milhões, um dos maiores individuais na plataforma descentralizada MakerDAO, foi identificado como realizado pela Celsius, de acordo com o rastreador de dados Block Analitica. Se o bitcoin ficar abaixo de US$ 22.534,89, a posição será liquidada, adicionando mais pressão de venda para o bitcoin, disse a empresa.

Os dados mostram que um usuário usou 17.919 bitcoins “embrulhado”, uma versão do bitcoin que pode ser usada em finanças descentralizadas, como garantia para um empréstimo no valor de US$ 278.490.419 na stablecoin descentralizada DAI. Embora o explorador de blockchain Etherescan não tenha identificado a carteira como sendo da Celsius, uma carteira desta enviou mais 2.000 bitcoins “embrulhados” para apoiar a posição. A Celsius não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre as carteiras.

O ether (ETH) chegou a cair até 20%, chegando ao nível mais baixo desde janeiro de 2021. O criptoativo avalanche caiu até 20%, a solana, até 19% e o dogecoin, até 20%.

“Se o ethereum chegar a US$ 1.200 (a média móvel de 200 semanas), as perspectivas para outras altcoins ficarão ainda pior”, disse Trenchev.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Warren Buffett, Google e Facebook estão em um embate sobre energia limpa