Cripto

Exchanges suspendem saques e movimentações em dia de quedas de criptos

Anúncio da plataforma Celsius deu mais força ao sell-off generalizado; o bitcoin chegou a cair 14%

Busca por ativos de risco vem diminuindo cada vez mais
Por Suvashree Ghosh e Sidhartha Shukla
13 de Junho, 2022 | 10:33 am
Tempo de leitura: 4 minutos

Bloomberg — A Celsius suspendeu os saques, swaps e transferências após semanas de especulação sobre a sustentabilidade dos grandes retornos oferecidos pela plataforma DeFi de empréstimos, ampliando o amplo sell-off de criptomoedas. A Binance também disse nesta segunda que estava pausando a retirada de bitcoins temporariamente.

Os mercados de criptomoedas despencaram após o anúncio da Celsius, com o bitcoin (BTC) caindo até 14% e chegando ao nível mais baixo desde dezembro de 2020 e outras moedas importantes como o Ether (ETH) também caindo dramaticamente. O token da Celsius, o CEL, caiu cerca de 50%, chegando a US$ 0,19 às 8h16 de Brasília, de acordo com o site de dados de preços CoinGecko.

Esse derretimento é o problema mais recente das DeFi – ou finanças descentralizadas – a resposta dos criptoativos às finanças tradicionais, com mais controle e menos custos para os usuários, mas também menos supervisão e mais risco.

Dúvidas sobre os produtos com enormes rendimentos, como as ofertas da Celsius, se intensificaram após o colapso do ecossistema Terra em maio e à medida que uma política monetária mais rígida em todo o mundo reduz a demanda por ativos mais arriscados. O token CEL promete “recompensas financeiras reais”, incluindo até 30% de retorno extra semanalmente, de acordo com seu website.

PUBLICIDADE

Enquanto o colapso da stablecoin TerraUSD (UST) chamou a maior parte da atenção do mercado, uma das principais atrações do projeto para os investidores tinha sido sua taxa de juros prometida de até 20% para os depósitos de UST no projeto de empréstimos em blockchain do Terra, chamado Anchor. A Celsius era uma investidora do projeto. Ambos giram em torno da promessa de rendimentos muito altos para manter a demanda, que por si só dependia de um fluxo constante de novos participantes alimentando o sistema, ou de empréstimos para pagar as altas taxas.

A Nexo, concorrente de Londres, anunciou no Twitter que está pronta para comprar quaisquer “ativos qualificados remanescentes” da Celsius, que definiu como “principalmente sua carteira de empréstimos garantidos”. Posteriormente, a Nexo publicou um protocolo de intenções descrevendo a oferta no Twitter. Uma porta-voz da Nexo confirmou os tweets.

A Nexo tem sólida liquidez e posição acionária para adquirir prontamente quaisquer ativos qualificados remanescentes da Celsius, principalmente sua carteira de empréstimos garantidos. Estamos elaborando uma oferta à Celsius para esse acordo e a comunicaremos publicamente.

A Nexo também disse que havia entrado em contato com a Celsius para oferecer apoio, “mas não quiseram nossa ajuda”. A empresa tem uma “liquidez e posição acionária”, disse uma porta-voz por e-mail, sem dar detalhes. A Celsius não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários sobre a declaração da Nexo.

PUBLICIDADE

Pouco mais de um dia antes de anunciar a suspensão, o CEO da Celsius, Alex Mashinsky, pareceu contrariar as especulações sobre o congelamento de saques, publicando no Twitter “Mike, você conhece alguma pessoa com problemas para fazer saques na Celsius?” em resposta a um post de Mike Dudas, um investidor em criptomoedas e cofundador do The Block.

Ao anunciar a decisão, a Celsius declarou: “estamos tomando esta medida hoje para colocar a Celsius em melhor posição para honrar suas obrigações de saque com o passar do tempo”. A empresa acrescentou que os usuários continuarão acumulando recompensas durante o período de suspensão.

A @CelsiusNetwork está pausando todos os saques, swaps e transferências entre contas. Agir no interesse de nossa comunidade é nossa maior prioridade. Nossas operações continuarão e seguiremos compartilhando informações com a comunidade. Mais informações no link.

O anúncio foi feito em meio à turbulência nos mercados de criptoativos, com os dados de inflação piores que o esperado nos Estados Unidos na sexta-feira (10) alimentando as expectativas de aumentos mais rápidos das taxas de juros, atingindo ativos de risco como tokens digitais. O bitcoin acumula queda de 47% este ano, e o ether perdeu cerca de dois terços de seu valor.

“A notícia da Celsius jogou mais lenha na fogeuria, aumentando a incerteza no mercado”, disse Vijay Ayyar, vice-presidente de desenvolvimento corporativo e internacional da plataforma de criptoativos Luno. “Há muita pressão sobre os preços ao nesta semana do anúncio da decisão do Fed, além das preocupações sobre os protocolos que oferecem produtos de alto rendimento”.

Os tokens ligados aos protocolos de empréstimo tiveram um desempenho abaixo do esperado na segunda-feira (13), com seu valor geral caindo 10% em comparação com uma queda de 6,4% no universo mais amplo de criptoativos, de acordo com o CoinGecko. Os pares da Celsius Aave, Maple e Compound caíram 12%, 15% e 13%, respectivamente.

PUBLICIDADE

Os dados do blockchain Ethereum mostram que a maior carteira digital única com tokens CEL é uma carteira que pertence à própria Celsius, com mais de 184 milhões de tokens CEL, ou 26,6% da oferta total em circulação.

Mashinsky esclareceu em um tweet no fim de semana que a Celsius não havia vendido o token.

Ran, não há necessidade de um debate, Dylan não sabia que tínhamos publicado nossas carteiras nos últimos cinco anos, e qualquer um pode ver que não estávamos vendendo CEL. Veja no fim da página do link.

O colapso da stablecoin TerraUSD e seu token irmão Luna no início de maio gerou um ceticismo generalizado em relação aos rendimentos atrativos suculentos que credores como a Celsius e plataformas de finanças descentralizadas vêm prometendo aos investidores. O Anchor, projeto ligado ao ecossistema Terra, havia oferecido rendimentos de aproximadamente 20% antes do colapso do TerraUSD (ou UST).

PUBLICIDADE

“A queda do token da Celsius, $CEL, parece ser uma realização do risco de contágio do UST/LUNA em ferramentas financeiras semelhantes”, disse Burak Tamac, analista sênior de regulamentação e on-chain da CryptoQuant.

--Com a colaboração de Joanna Ossinger, Muyao Shen e Emily Nicolle.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Dólar avança e supera os R$ 5 com investidores em busca de proteção

Mercados em queda outros 4 fatos para você saber para começar o dia